Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Rescaldo do jogo de hoje

Não gostei

 

Da derrota em Guimarães. A primeira da era Marcel Keizer - e também o primeiro jogo em que o Sporting ficou sem marcar sob o comando do técnico holandês após sete partidas em que fizemos 30 golos. Perdemos 0-1, frente à equipa da casa, que foi muito superior e dominou quase todo o tempo. Um resultado lisonjeiro para as nossas cores: o Vitória merecia ter vencido por uma diferença mais dilatada. Só o nosso guarda-redes - a figura do jogo - impediu isso. E ainda vimos a turma vimaranense rematar com estrondo à nossa trave (71').

 

De ver o Sporting totalmente condicionado pela táctica do onze anfitrião. Luís Castro estudou muito bem a nossa equipa e neutralizou o jogo ofensivo leonino. Fomos incapazes de penetrar pelas alas, que estiveram aferrolhadas, e perdemos duelos sucessivos no meio-campo, onde Bruno Fernandes e Miguel Luís permitiram que André André comandasse as operações.

 

De tanta inoperância e tanta lentidão. O nosso primeiro remate enquadrado ocorreu só aos 48', com um disparo do recém-entrado Raphinha, travado por uma boa defesa do guardião Douglas. Foi sol de pouca dura, no único período do encontro em que o Sporting conseguiu equilibrar as forças. Um frágil equilíbrio que durou apenas dez minutos. A construção de cada lance ofensivo demorava minutos, os passes saíam falhados, as lateralizações eram constantes, perdíamos sucessivas bolas divididas, a movimentação colectiva nada teve a ver com as dos jogos anteriores. Nada fizemos sequer para conseguir o empate - muito menos a vitória. E assim somamos a terceira derrota na Liga 2018/2019, após termos perdido frente ao Braga e ao Portimonense.

 

Do sub-rendimento de jogadores chave. Três elementos fundamentais no onze titular leonino foram hoje uma sombra do que costumam ser: Acuña viu anuladas quase todas as manobras no seu corredor e quase não dispôs de oportunidades de cruzar à frente; Bas Dost foi esquecido pelos companheiros, tendo cabeceado para defesa fácil de Douglas na única vez em que a bola lhe chegou bem dirigida; Bruno Fernandes, hoje capitão na ausência de Nani, revelou-se incapaz de assumir o comando do meio-campo e estabelecer a ligação com o ataque: acabando por ver o cartão amarelo já no tempo extra, o que o põe de fora na partida em Alvalade contra o Belenenses, a 3 de Janeiro.

 

Da falta de soluções no banco. Esta noite ficou bem evidente como o plantel do Sporting é curto: Keizer recorreu a Raphinha, que veio de lesão e entrou aos 46' por troca com Jovane, a Carlos Mané, que substituiu Miguel Luís aos 74' sem acrescentar nada, e a Petrovic, a partir do 85', quando saiu Gudelj, com aparentes queixas musculares. Entre os suplentes, não havia alternativas no capítulo ofensivo.

 

De estar a perder desde os 26'. Passámos mais de uma hora a correr atrás do prejuízo. E a rezar para não sofrer mais golos, enquanto o Vitória nos dava um banho de bola perante o delírio dos seus adeptos: hoje o estádio D. Afonso Henriques recebeu cerca de 27.500 espectadores, a maior enchente da temporada.

 

De ver o Sporting descer ao terceiro lugar. Fomos ultrapassados pelo Benfica na classificação da Liga e deixámos de depender só de nós.

 

 

Gostei

 

De Raphinha. Após várias semanas de ausência, o extremo que veio de Guimarães voltou a equipar de verde e branco, entrando logo no recomeço da partida após o intervalo. Só ele foi capaz de mexer um pouco no apático e cinzento jogo leonino: disparou com perigo aos 48', para defesa muito apertada de Douglas, e enviou uma bola a rasar o poste aos 54'. Bem mais dinâmico do que Jovane, que hoje foi titular mas parece render melhor quando salta do banco a meio do segundo tempo.

 

De Renan. De longe o melhor Leão e a grande figura da partida. Evitou por cinco vezes o golo vimaranense, com grandes defesas, numa demonstração clara de que a baliza leonina está bem entregue. Sem estas intervenções dele (15', 48', 62', 65', 90') teríamos sido goleados. No mesmo estádio onde há um ano goleámos o Vitória por 5-0. A vida tem destas coisas. E o futebol também.

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 23.12.2018

    Renan: pura classe.

    Viviano, nem sei quem é.

    Precisamos de um lateral direito, de um médio defensivo e de um ponta de lança.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 24.12.2018

    Idiota...o VIVIANO é o melhor de todos sem sombra de duvidas...Tristes os que vão na Cantiga do Bandido...um guarda redes emprestado por uma equipa da segunda Liga que por acaso nos ganha sempre...viva os carneiros...desde quando o meu SCP recebe guarda redes emprestados? De uma equipa da segunda Liga a VERGONHA
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D