Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Rescaldo do jogo de hoje

Gostei

 

Da vitória. Novo triunfo fora de casa, desta vez num dos estádios mais difíceis do nosso campeonato. Vencemos sem margem para discussão o Paços de Ferreira, quinto classificado da Liga.

 

De Slimani. Dois golos (63' e 84') e uma assistência para outro (40'). Os números dizem tudo sobre mais uma actuação de alto nível do artilheiro argelino, que merece o título de mais influente em campo. Já com 16 golos registados, caminha a passos largos para se sagrar como melhor marcador do campeonato.

 

De João Mário. Novamente uma exibição soberba. Organiza, temporiza, distribui jogo. Com uma qualidade de passe indescritível. É um mestre no transporte de bola. E leva já seis assistências de golo neste campeonato. Hoje foram mais duas, para os golos de Slimani.

 

De Adrien. Incansável enquanto elemento-chave da organização leonina. O nosso capitão parece estar em toda a extensão do terreno. É um pilar da nossa manobra colectiva. E sempre o primeiro a acreditar na vitória.

 

De Bruno César. É mesmo reforço. Voltou a marcar, abrindo o caminho da vitória leonina de hoje. Está de pé quente. Ainda bem.

 

De William Carvalho. Voltou a ser muito influente após algumas exibições sofríveis. Funcionou como dique bloqueador da manobra ofensiva do Paços de Ferreira. Recuperou bolas e fez bons passes.

 

Do apoio entusiástico da claque leonina. Fez-se ouvir do primeiro ao último minuto nas bancadas da Mata Real.

 

Da arbitragem. Artur Soares Dias teve um bom desempenho que merece ser assinalado.

 

Que tivéssemos feito melhor resultado com o Paços nesta segunda volta. Na primeira metade do campeonato a equipa pacense foi empatar a Alvalade (1-1).

 

Que nos mantivéssemos no topo do campeonato. Mais uma jornada superada, permanecemos no comando. Com 48 pontos. Dois mais do que o Benfica.

 

 

Não gostei

 

Da apagada réplica do Paços de Ferreira. A equipa adversária vinha de seis jornadas sem perder, mas voltou a tropeçar no Sporting, como tinha sucedido há três semanas, em desafio da Taça da Liga. Pela mesma marca.

 

Que tivéssemos esperado 40 minutos pelo primeiro golo. O Sporting entrou com velocidade, fez muita pressão, mas a vitória só começou a desenhar-se a cinco minutos do intervalo.

 

Do golo sofrido. Iam decorridos 83 minutos, ganhávamos por 2-0. Uma desconcentração da defesa na sequência de uma bola parada facilitou o golo do Paços. Felizmente Slimani ampliou a nossa vantagem um minuto depois.

14 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D