Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Rescaldo do jogo de hoje

Gostei

 

Da vitória. Foi tangencial, é verdade. Mas no Restelo o Benfica ganhou também só por 1-0 e o FC Porto empatou a um golo. E conseguimos hoje mais um marco nesta Liga 2013/14, ao registarmos um sexto triunfo consecutivo. O décimo da época, fora de casa.

 

Da entrada directa na Liga dos Campeões. Esta vitória contra o Belenenses coloca o Sporting com 66 pontos, permitindo-nos carimbar já, a duas jornadas do fim do campeonato, o passaporte para a prova máxima do futebol europeu que nos garante de imediato uma receita de 8,6 milhões de euros. Cinco anos depois da nossa última presença na liga milionária.

 

Da classificação. Este segundo lugar isolado coroa uma campanha desportiva notável. E podemos ainda terminar com a maior pontuação de sempre na Liga disputada por 16 equipas. Confirma-se: o período de pesadelo ficou mesmo para trás.

 

Da exibição de Adrien. O melhor sportinguista em campo. Marcou o oitavo golo, de grande penalidade. Confirma-se como o terceiro melhor goleador da equipa, após Montero e Slimani. E voltou a exibir a sua classe na zona que lhe está atribuída, superiorizando-se claramente aos médios adversários. Parece-me cada vez mais óbvio que será convocado para o Mundial.

 

De Rui Patrício. Sempre muito atento entre os postes, evitou dois possíveis golos do Belenenses a remates de Fredy e Fernando Ferreira. Um verdadeiro profissional: nunca se desconcentra.

 

De André Martins. Leonardo Jardim voltou a apostar nele como titular. Aposta ganha: o nosso médio ofensivo abriu espaços, construiu lances de ataque com grande destreza técnica, foi um elemento essencial na ligação das linhas. E podia ter marcado aos 32' quando disparou a bola à entrada da área contra a barra da baliza do Belenenses com um pontapé fortíssimo, muito bem colocado. Merecia o golo.

 

De ver mais sportinguistas do que adeptos azuis nas bancadas. Nem parecia que o Sporting jogava fora.

 

 

Não gostei

 

Da ausência de Cédric. O seu substituto, Piris, cumpriu. Mas o nosso lateral direito, hoje ausente por acumulação de cartões, funciona muito melhor nesta posição sobretudo pelo modo acutilante e persistente como ataca. Merece ir ao Mundial do Brasil.

 

Do cartão vermelho a Rojo. A falta não justificava tanta severidade do árbitro, que deixou a nossa defesa desguarnecida de um dos seus pilares.

 

Do jejum de Montero. Entrou aos 76', rendendo um apático Slimani, mas voltou a não fazer o gosto ao pé. Há mais de quatro meses que não marca.

 

Da primeira parte, que terminou a zero. O Sporting podia ter resolvido o jogo muito mais cedo. Mas foi demasiado lento, conformado e previsível.

 

Do mau estado do terreno. O relvado do Restelo já conheceu melhores dias.

8 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D