Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Reflexões sobre o Sporting (22)

green-carpet[1].jpg

 

 

 Autor convidado: Augusto Faustino

 

 O futuro do Sporting

 

No próximo sábado, teremos uma das mais importantes eleições da história centenária do Sporting Clube de Portugal. Nela se vai decidir muito do futuro do nosso Clube, depois dum conturbado período recente, que muito nos fez sofrer e nos fragilizou. Neste contexto, é importante que destas eleições saia vencedor um PROJECTO e uma LISTA DE PESSOAS (incluindo obviamente, e em destaque, o Presidente, mas não se reduzindo minimamente a este) que possam habilitar o Sporting a conseguir múltiplos desideratos, que (simplificando o mais possível), resumiria aos seguintes vectores:

- Negação inequívoca de projectos do passado, baseados numa ditadura de imposições financeiras, resumindo o Clube a um parceiro económico, refém de superiores interesses de terceiros (que não o Clube), que nos conduziu em tempos não longínquos a uma atrofia e a uma menorização inaceitáveis;

- Capacidade de manter tudo o que de positivo teve a Direcção de Bruno de Carvalho, em termos de engrandecimento do Clube, transversal a todas as modalidades, e à recuperação da mística, da garra e do orgulho de sermos Sportinguistas;

- Ser capaz de aumentar a competência global na estrutura (total e transversal) do Futebol do Sporting, com uma equipa de pessoas que tenham o diagnóstico preciso dos males de que tem padecido o Futebol do Sporting (que tem impedido o seu sucesso a nível da equipa principal de Futebol Profissional, apesar das invulgares verbas investidas nos últimos anos, e que tem conduzido à atrofia e menorização do Futebol de Formação);

- Ter um Presidente com carisma, rigor, inflexibilidade, resistência, coragem e determinação para enfrentar os verdadeiros adversários do Clube, fora do Sporting (e não dentro, como por vezes a campanha pareceu demonstrar) a todos os níveis onde eles se encontrarem (e são muitos …).

 

Para termos esperanças na possibilidade de sucesso em todas estas frentes de luta, o Sporting Clube de Portugal precisa (e não precisa …):

- De um programa de acção global, completo, detalhado e transversal de todos os focos de intervenção necessários e de quais as acções concretas para o conseguir (e não de afirmações avulsas de boas intenções, sem substrato efectivo);

- De uma equipa globalmente definida à partida, com profissionais com enorme competência em cada uma das áreas de acção (futebol, modalidades, finanças, marketing, negócio, media,…), que garantam o maior sucesso na sua intervenção. Não precisa seguramente de equipas incompletas, desequilibradas, ou com elementos que nos oferecem a certeza de insucesso na sua acção;

- Precisa de uma equipa de pessoas que amam o Clube, e que saíram da sua zona de conforto e sucesso profissional, porque entenderam que neste momento de enorme fragilidade do Clube, poderiam ser a chave do sucesso e do reencontro com um futuro de glória e vitórias que todos desejamos e merecemos; não precisamos seguramente de pessoas que sempre estiveram no Clube para se servir, pessoal e profissionalmente, ou que anseiam chegar ao poder para poderem obter benefícios e proveitos próprios;

- Precisa de uma equipa estruturada desde o início em bloco, em conjunto, que funciona em si mesmo dessa forma – como Equipa, como um TODO- , e não de uma manta de retalhos de interesses que se foram aglutinando sucessivamente (e até à última hora …) não para defesa e bem do Sporting, mas para defesa e proveitos próprios. Não precisamos de um conjunto sem qualquer elo de ligação interpessoal que não seja o benefício próprio, mas sim de um conjunto de pessoas que se uniu de forma apaixonada e integrada desde o início com um único objectivo – Servir o Sporting, restaurar o Prestígio e a Glória do Clube !;

- Precisa, por fim, do tal Presidente, com cultura e ADN do Sporting, com conhecimento profundo do Clube, mas com a coragem e a resiliência de ser capaz de, com coerência, frontalidade e isenção, enfrentar as duras batalhas internas, mas sobretudo externas, que o futuro nos reservará decerto.

 

Estamos a terminar um período eleitoral muito intenso. Em que uns afirmaram mais ideias, projectos, equipas e conhecimento do que outros. Em que uns saíram mais da sua zona de conforto do que outros (que fizeram uma campanha mais defensiva, e por isso mais calma e menos penalizadora, mas eventualmente menos esclarecedora) e ousaram questionar, denunciar, alertar e identificar os erros, as incongruências e as inoperâncias de outras candidaturas. Em que uns usaram sobretudo a ofensa, a mentira e a calúnia, sempre para prejuízo dos mesmos. Em que foi visível quem tem carisma para ser líder e defender o Sporting, e quem o não tem…

Sábado seremos TODOS grandes Sportinguistas, companheiros de sempre de uma luta que agora apenas vai continuar, e em que temos TODOS um ÚNICO objectivo – o BEM do nosso SPORTING !

Saibamos escolher, escolhamos o projecto que entendemos melhor defender o nosso Clube, mas tenhamos a grandeza de ser capazes de fazer aquilo que o nosso Clube nos EXIGE – termos TODOS um só Presidente a partir de 8 de Setembro de 2018 !

 

Saudações Leoninas

 

 

AUGUSTO FAUSTINO

Sócio n.º 10.329

4 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D