Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Quente & frio

descarregar.webp

Coates: dois falhanços em três minutos contra a Juventus no nosso adeus à Liga Europa

Foto: Miguel A. Lopes / Lusa

 

Gostei muito das exibições de Ugarte e Edwards neste ingrato Sporting-Juventus anteontem disputado no nosso estádio, com 45.903 espectadores - a esmagadora maioria dos quais puxando pela equipa do princípio ao fim. O internacional uruguaio (ausente do desafio da primeira mão, em Turim) revelou impecável sentido posicional, acorrendo às linhas mais recuadas sempre que foi necessário: na frente, sacou um precioso penálti, aos 18'; no meio-campo, distinguiu-se por cortes cirúrgicos, recuperações oportunas e desarmes perfeitos. O inglês soube criar, mostrou todo o seu talento individual em campo e cativou os adeptos com dribles estonteantes: foi dele o nosso golo solitário, de penálti, aos 20'; assistiu Trincão aos 17' (bola ao poste) e Coates aos 87'. Enquanto ex-craques leoninos, como Iordanov e Nani, assistiam ao jogo na tribuna de Alvalade.

 

Gostei de ver a nossa casa quase cheia, da atmosfera vibrante no estádio, dos cânticos de incentivo do princípio ao fim. Também gostei da exibição de Diomande, o nosso melhor defesa: sereno, seguro, com bom domínio de bola e notável precisão de passe. Notável a desarmar Chiesa aos 17' e aos 43', metendo-o no bolso. Extremamente eficaz a policiar Vlahovic: aos 57' impediu-o de chegar ao golo. Aos 86', interceptou de modo exemplar um passe de Kostic. E ainda foi lá à frente, sem complexos, disparar uma bola que rasou o poste (35'). Não restam dúvidas: estamos bem servidos com ele na linha dos centrais.

 

Gostei pouco de ver tantos remates infelizmente desaproveitados: 13, da nossa parte, mas apenas dois enquadrados com a baliza. Um desperdício. Nuno Santos cruzou seis vezes, sem nunca encontrar ninguém disponível na área. Pedro Gonçalves, bem posicionado, atirou frouxo, à figura do guarda-redes (74'). Esgaio, em inesperada incursão pela área italiana, rematou por cima aos 75'. Mas ninguém desperdiçou tanto como Coates, já como ponta-de-lança improvisado à beira do fim: quase-golos falhados aos 87' (oferta de Edwards) e aos 90' (com assistência de Arthur). 

 

Não gostei de sofrer um golo muito cedo nesta partida, marcado por Rabiot na primeira oportunidade, aos 9' - embora a nossa reacção tenha sido muito positiva: empatámos 11 minutos depois. Não gostei de ver o Sporting cair nos quartos-de-final da Liga Europa, fracassando noutro objectivo da época: caiu ingloriamente com este empate, insuficiente para virar a derrota tangencial em Turim (0-1), num desafio em que fomos superiores. Também não gostei de Gonçalo Inácio: teve deslizes comprometedores (o primeiro logo no minuto inicial, oferecendo a bola a Di María, melhor elemento da Juventus) e chocou com Pedro Gonçalves no golo sofrido, de bola parada. Nem de Trincão: sem ritmo nem automatismos como avançado-centro, sem capacidade de luta, foi neutralizado pela defesa adversária, espécie de corpo estranho na nossa equipa.

 

Não gostei nada que Rúben Amorim demorasse até aos 81' para mexer na equipa, quando o empate persistia e era fundamental agitar o jogo: as trocas de Gonçalo por Matheus Reis e sobretudo de Nuno Santos por Arthur só pecaram por tardias. Nem do nosso balanço nas competições europeias: só vencemos um desafio em Alvalade - contra o Tottenham, por 2-0. Também não gosto nada de ver as equipas portuguesas fora das 12 semifinalistas nas três competições da UEFA: nem uma para amostra. Impressionante contraste com a Itália, que contará com cinco emblemas (Inter e Milan na Liga dos Campeões; Juventus e Roma na Liga Europa; Fiorentina na Liga Conferência). Os restantes são dois espanhóis (Real Madrid e Sevilha), dois ingleses (Manchester City e West Ham), um alemão (Bayer Leverkusen), um suíço (Basileia) e um holandês (AZ Ikmaar). Que frustração.

2 comentários

Comentar post

{ Blogue fundado em 2012. }

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D