Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Quente & frio

descarregar.webp

Gonçalo Inácio e Matheus Reis festejam o golo do primeiro em Vila do Conde

 

Gostei muito da vitória do Sporting em Vila do Conde. Triunfo tranquilo, por 2-0, contra uma equipa que já tínhamos vencido por 3-0 no início do campeonato 2022/2023. Desta vez foi para a Taça da Liga, competição que conquistámos nas duas épocas anteriores. Sem brilhantismo mas com eficácia mínima, construímos o resultado aos 62' (com Gonçalo Inácio a marcar de cabeça, em estreia absoluta como artilheiro nesta temporada) e aos 73' (autogolo de Boateng), ambos na sequência de lances de bola parada. Dois jogos, duas vitórias: oito golos marcados, nenhum sofrido. Temos assegurada a passagem aos quartos-de-final desta competição, onde iremos defrontar o Braga. E já vamos no quarto jogo consecutivo a vencer.

 

Gostei de Porro, ontem o melhor em campo. Incansável. Foi quem mais incutiu dinamismo e acutilância à nossa equipa. Com grandes centros aos 36' (Paulinho), 41' (Nuno Santos) e 59' (Paulinho). Tentou o golo aos 67': merecia melhor. Esteve na origem do segundo, ao marcar de forma exemplar o canto que daria o autogolo de Boateng. Este desempenho do nosso ala direito fez-me pensar que, dos jogadores convocados para Vila do Conde, ninguém merecia tanto ter ido ao Mundial como Pedro Porro. Luis Enrique, o seleccionador espanhol, deve andar a precisar de lentes novas.

 

Gostei pouco do resultado ao intervalo: mantinha-se o nulo inicial. Registou-se supremacia óbvia do Sporting, neutralizando a equipa da casa, mas este domínio não conseguia traduzir-se em oportunidades de golo. O nosso primeiro canto ocorreu só aos 30', a nossa primeira oportunidade surgiu apenas aos 41' (por Nuno Santos). Pareceu quase sempre faltar um suplemento de ânimo aos nossos jogadores.

 

Não gostei do relvado em péssimo estado, que ia ficando cada vez mais impraticável à medida que a chuva caía, copiosa, naquele estádio onde alguns dos nossos jogadores - como Matheus Reis e Nuno Santos - actuaram em tempos idos como profissionais do Rio Ave. O terreno empapado prejudicou os profissionais mais tecnicistas, como Edwards e Trincão, incentivando um jogo duro por parte da equipa da casa. Assim piorou a qualidade do espectáculo nesta noite fria.

 

Não gostei nada do excesso de golos falhados. Paulinho desperdiçou quatro - ou por rematar frouxo ou por pegar mal na bola, aos 33', 36', 59' e 68'. Trincão tem uma perdida clamorosa à boca da baliza, aos 59'. Sotiris (um dos mais fracos dos nossos) deixou fugir um golo cantado aos 90' que lhe foi oferecido por Arthur em passe de bandeja. O grego continua a suscitar muitas dúvidas: entrou aos 84' e dois minutos depois já estava amarelado. Pior talvez só Pedro Gonçalves, novamente remetido ao meio-campo, onde mal se deu por ele. Deixou escapar um ataque promissor ao desentender-se com Nuno Santos (31') e transformou um canto num inócuo passe ao guarda-redes (41'). Pode e deve render muito mais.

26 comentários

Comentar post

{ Blogue fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D