Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Que se passa com o sexteto de corda?

image.jpg

 

A peculiar conferência de Bruno de Carvalho explicita duas coisas: 1. que há uma congregação, porventura conspiratória, contra ele, integrando desde elementos externos ao clube (agentes de jogadores; porventura outros clubes; comunicação social; isto para além dos responsáveis políticos do país, anteriormente referidos), passando por simpatizantes e sócios do clube, e culminando em gente que lhe tem sido próxima, como patrocinadores, investidores, membros dos corpos dirigentes já demitidos ou outras figuras que o têm publicamente apoiado. Ou seja, é como se algo cósmico, como se o mundo conspire contra Bruno de Carvalho; 2. amanhã há um jogo muito importante, há que preservar a estabilidade do clube e da equipa para se obter sucesso, e a responsabilidade do assalto a Alcochete é do Rui Patrício e dos outros jogadores, porque ripostaram a ameaças físicas e injúrias dos sócios/praticantes de actos terroristas (assim definidos consoante o momento em que deles fala).

 

Eu posso perceber que para alguns apoiantes de Bruno de Carvalho seja difícil, por paixão ou iliteracia, perceber o quão evidentemente patológico e ilógico é o actual quadro mental do presidente do Sporting. E não o digo com sarcasmo ou como injúria. Um estado destes exibido com esta exposição pública de forma tão ilimitada não augura nada de bom para o próprio, e digo-o com sincera preocupação. O que não consigo perceber é como é que aquela meia dúzia de pessoas que o rodeia, o sexteto de corda que o sustenta no posto, e que com ele contactam, não percebe a situação. Como não se demitem, terminando esta tétrica agonia? Todos assim desiquilibrados decerto que não estão. Ou são imbecis. Ou estão aprisionados, por alguma ameaça (interna actual; externa futura). Em ambos os casos deveriam compreender o que já deveriam ter compreendido - não há condições para o ainda presidente ir à final da Taça de Portugal porque não há condições para ele continuar a ser presidente. Independentemente de outros juízos. E seria até a melhor forma de o salvaguardarem, de tudo o que aí vem e dele próprio, que se demitissem antes da congregação sportinguista de amanhã.

 

Quanto aos jornalistas que ainda o rodeiam, e que se preocuparão com o futuro, nisso do "quem é que empregará um jornalista tão servil?". Não se preocupem, há muita gente à procura. Terão emprego imediato. Ainda para mais tendo sido fiéis até tão próximo do fim. Deixem, por favor, e falo sentidamente, apenas alguém para o acompanhar a casa. Ao hamletiano presidente, não vá ele desgraçar-se. Protejam-no, agora, dele próprio. Dado que antes, neste entrentanto, não o souberam fazer.

38 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D