Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Pungente. E execrável

bcjq.jpg

 

Bruno de Carvalho ao telefone na SIC-Notícias, cerca da 22 horas. A explicar porque mudou de ideias, porque vai impugnar a assembleia-geral, porque afinal decidiu ir a eleições. É pungente, a repetir o nome completo, a dizer o número do Bilhete de Identidade (a propósito de quê?) - até que o próprio jornalista prescinde da entrevista, enfadado, e se despede. Pungente, repito, a causar até dó, do destroço balbuciante.

 

Mas é passageiro dó. Pois tudo o que diz é também execrável. Desonesto. Razões para impugnar a votação? Entre uma qualquer não certificação dos cadernos eleitorais - ou seja, da responsabilidade dos serviços do clube - anuncia (na TSF) que a Assembleia foi "ferida de legalidade" (um nítido acto falhado, que repetiu ene vezes na SIC Notícias) porque a "Assembleia Geral tem que ser anunciada no jornal do Sporting. Isso não aconteceu". Ou seja, Bruno de Carvalho e o seu colega de direcção José Quintela, responsável do jornal, não publicaram o anúncio da Assembleia legitimada pelos tribunais. E agora impugnam-na por isso? Isto não é "demência", é pura e simplesmente uma monumental desonestidade. Que deverá ser punida com opróbrio, com exílio social, com ostracismo moral. Os 35% aplaudem isto? Não se percebe a falta de vergonha destes tipos?

 

E BdC continua, a torcer o real. Argumentando que não foi demitido, interpretando à sua maneira a votação  - independentemente de milhares de pessoas se terem deslocado a uma assembleia de voto, lido um boletim de voto e respondido à pergunta explícita e explicada que lá constava. E argumenta nesse sentido, diz que nem sequer foram conhecidas as razões para a sua destituição, dado que não foram ouvidas pois assobiadas enquanto lidas. Como se não fossem aquelas parcas dezenas de claqueiros a "confusionar", para lhe criar o argumento para este arrazoado. Como se os milhares de pessoas que ali votaram, e milhões de sportinguistas, e de portugueses em geral, não soubessem do motivo que convocara aquela assembleia. Como se fossem "nada".

 

Diz, e insiste, que não foi uma destituição. Que os sócios quiseram exigir uma "mudança de forma, não de conteúdo". E que ele está pronto para a fazer, para ser menos agressivo na forma como trata as pessoas. Disse-o várias vezes ao longo dos últimos meses, nunca cumpriu. Mas isso não refere, não se lembrará. Mas di-lo agora, de novo, afirma que tem que compreender o voto dos sócios (que assim interpreta) e que mudará a forma. Os sócios que acreditem nele, ele vai mudar a forma de falar dos outros.

 

Di-lo às 23 horas de domingo.  Às 23 horas e cinco minutos, depois de insistir nisso, que vai mudar a forma de comunicar, que vai tratar de maneira diferente as pessoas com as quais discorda, e di-lo com um ar compungido, sopesado, como rendido à evidência da vontade popular, e apelando à crença dos sócios nessa sua mudança, diz de Torres Pereira, que foi seu colega de direcção, que "é um reputado médico que nunca exerceu, porque não entende nada de medicina". E diz de Sousa Cintra, antigo presidente e seu apoiante, que "já estava ultrapassado no seu tempo, quanto mais agora". Dele, Sousa Cintra, escrevera 5 horas antes desta promessa de tratar melhor as pessoas, para satisfazer os sócios, que é "o homem do tremoço". Um dos "abutres arrogantes".

 

E de madrugada, há para aí umas 14 horas, decerto que já a preparar-se para esta mudança de atitude comunicacional, falava do "conjunto de cretinos", não só os "Ilustres Inúteis" mas também todos os "associados", um "conjunto de cretinos que não valem o ar que respiram", "fantoches". E ainda há quem acredite no homem. Milhares de pessoas.

 

Bruno de Carvalho é homem de redes sociais e leitor de blogs. Talvez passe por aqui de quando em vez. Por isso vou escrever na esperança (talvez utópica) de que venha a ler este postal. Também eu mudo de forma, não de conteúdo. Passo ao "tu", Bruno, até porque sou mais velho, e também sou "doutor", e também tenho cinco ou seis nomes e também tenho um número de bilhete de identidade, tal como tu apregoas na tv. Se clicares aqui nas iniciais (jpt) acederás à lista dos meus postais neste blog, e à quantidade de textos em que te apoiei. Cada  vez menos, pois foi-se tornando cada vez mais difícil. E depois impossível. Mas ao ver esta tua estratégia desavergonhada, as declarações de hoje, a miséria a que tudo isso chegou, ao que chegaste, lembro-me que não sou Visconde. Sou um gajo dos Olivais. E os meus antepassados vieram das courelas, há não importa quantas gerações. Portanto Bruno, diante desta tua aldrabice toda, vai para à merda, pá! E leva contigo esse sacana do Quintela, aldrabões do c ... 

 

5 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 25.06.2018

    Deixe de ver filmes de ficção.
    JMS e sua mesa demitiram-se em público. Ponto!!!
    Tudo o resto é ILEGAL e show off apoiado por interesses e alguma CS.

    SL
  • Imagem de perfil

    jpt 25.06.2018

    Julgo que está mais do que comprovado que, sob o ponto de vista legal, a demissão dos órgãos não foi concluída. E que, como tal, estão em funções legitimamente e em consequência dos termos de responsabilidades que têm (desempenho até eleição de substitutos). Mas o interessante é que quem desconsidera esse letra do regulamento (dos estatutos, da lei) depois vem apregoar que a assembleia-geral não é legítima porque ... viola um regulamento, aquilo da não publicação do anúncio. Ou seja, a letra do regulamento é invocada se dá jeito, é negada se vai contra os interesses próprios. Isto é de uma desonestidade abjecta. (E já nem falo da dimensão dos factos, da relativa minudência - ainda para mais hoje, com a profusão de sítios de disseminação de informação, que subalternizam a importancia do jornal do clube - do argumento do anúncio; e do facto disso ter acontecido por responsabilidade dos próprios que querem impugnar devido a esse facto). Isto não é um filme de ficção. É um esgoto moral. Já agora, não lhe aceitarei mais qualquer comentário em que utilize palavras em maiúsculas - vá gritar com quem o conhece.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 25.06.2018

    Já que se advoga como superior moral, acha bem JM ter anunciado a demissão sua e de toda a mesa publicamente depois qual dinossauro político, dar o dito pelo não dito e refugiar-se que tem legalidade para pôr e dispor?
    Mas os sócios são alguns palhaços?
    Mas as pessoas são estúpidas?
    Está, ele e mesa demissionário. Ponto.
    E como tal, até haver AG para estes órgãos , só tem poderes de gestão corrente, não tem poderes para destituir quem quer que seja.
    E mesmo que supostamente estivesse legal, que não está, só poderia destituir o CD, com as assinaturas necessárias.
    Onde estão essas assinaturas validadas????
    Não brinquem com as pessoas!
    Onde está a tão apregoada moral?

    Vasco
  • Imagem de perfil

    jpt 25.06.2018

    Vasco, eu não reclamo qualquer superioridade moral, sou um tipo carregadinho dos defeitos generalizados, alguns um pouco peculiares. Alguns pecados imensos pecadilhos. Sei que não vou sozinho nisso, não me crucifico por isso, mas também não me santifico. O que não me impede de fazer avaliações sobre os actos e percursos alheios - não numa superioridade moral mas numa equidade de cidadania. Faço as minhas merdas, se me permite, penso os meus dislates, mas abomino que um nazi, que defende a supremacia racial, preso por participação num assassinato de alguém porque tinha uma cor de pele diferente, parecida com a Carla Sacramento, Hilário da Conceição, Rui Manuel Trindade Jordão, Nelson Évora, Carlos Diniz, Manaca, Francis Obikwelu, Conceição Alves, etc, se possa candidatar a chefe de uma claque, sportinguista por cima. Isto não é reclamar uma superioridade moral sobre os concidadãos, é dizer que estou no meio do pelotão deles.
    Entenda bem, por favor, não estou a confundir Bruno de Carvalho com o abjecto nazi, estou a encontrar um exemplo máximo para mostrar a minha posição.

    Marta Soares - e eu não falo de política neste blog, porque não é para aqui chamada - é uma personagem que muito me desagrada, por uma série de motivos. E é geral o entendimento que não conduziu o seu percurso no sporting com grande ponderação e competência. Mas o problema aqui não é Marta Soares - em última análise é de entendimento jurídico. Ele não cumpriu o legalmente necessário para que ficasse com poderes reduzidos. É por isso que quinze mil sócios foram votar (não "são estúpidos", como você bem refere de modo retórico), é por isso que um país inteiro não o invectiva por manipular uma entidade tão relevante como o SCP, é por isso que o "universo Sporting" não está a discutir tão emocionadamente ~Marta Soares. É por isso que não houve agora uma votação de 71-28 contra a continuidade de Marta Soares (até porque o homem já anunciou que se vai embora). Sim, as pessoas não são estúpidas. Algumas parecem. Ou querem parecer. Mas a maioria não.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D