Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Perder ou empatar

Não é a primeira vez que trago o tema à baila, mas ele serve, mais uma vez,  para demonstrar que o fim pretendido aquando da aplicação da grelha pontual em vigor, não passa ainda de uma ilusão. A valorização da vitória com 3 pontos, se bem intencionada e justa como compensação do desejo de vitória versus o conformismo do empate, não atingiu os seus objectivos.

Os clubes ditos pequenos continuam, jogo após jogo, época após época, a jogar para o pontinho e isso em pouco se traduz na tabela classificativa.

Vejamos,tomando como exemplo o último classificado, o Tondela: Tem neste momento 10 pontos (2V, 4E, 12D); "bastar-lhe-ia" que tivesse lutado mais um pouco pela vitória e se tivesse convertido dois dos quatro empates em vitória, teria hoje 14 pontos (4V, 2E, 12D), não seria último.

Curiosamente o clube que está a meio da tabela, o Boavista, tem um registo sui generis: 6V, 6E, 6D, 22GM, 22GS, 24 pontos. Mais média que isto será talvez impossível. Mas facto demonstrativo de que os 3 pontos por vitória favorecem quem ganha, numa grelha pontual a 2 pontos por vitória e 1 por empate, o Boavista teria apenas 18 pontos, mais um que o Rio Ave, que teria 17, apesar de ter mais uma vitória (7V, 3E, 8D). Porque tem mais uma vitória que o Boavista e menos empates, apesar de mais duas derrotas, tem hoje o mesmo número de pontos.

Por isso é que eu defendo que sob pena de o campeonato estagnar neste particular, é necessário inventar uma nova fórmula de pontuar os resultados dos jogos. A FIFA está a estudar algumas alterações, entre elas a de impedir que os jogos terminem empatados. Não sei se o caminho terá que ser por aí, sei que, aliado à recusa da centralização dos direitos televisivos, que coartou aos chamados pequenos o acesso a maiores verbas do "bolo" das televisões, logo ao acesso a jogadores mais competitivos e à formação de equipas mais bem apetrechadas e com condições de acesso a melhores instalações de treino e de competição, a não ser feito nada para penalizar o anti-jogo, continuaremos a adormecer na bancada, ou no sofá, perante espectáculos de puro tédio em que se converteram a maior parte dos jogos da Liga Portugal.

Parece-me que, em conjunto com a arbitragem, é um problema a carecer de rápida resolução.

 

A título de curiosidade, num campeonato com uma grelha de V2, E1, D0, o Sporting teria 25 pontos, os mesmos que o Braga (que hoje tem mais 1) e menos 6 que o Benfica (que tem mais 10) que continuaria a ser primeiro com mais apenas 2 pontos que o Porto (que teria mais 4 e hoje tem mais 6) e estaria precisamente no mesmo lugar, fruto da derrota em casa com o mesmo Braga, apesar da igualdade pontual; Braga que apesar de ter mais uma derrota, tem também mais uma vitória, indo de encontro ao espírito da grelha em vigor.

14 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D