Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Para trás e para os lados

Alguns adeptos são pragmáticos. Se a equipa teve um bom resultado, jogou bem, se não jogou mal.

Eu não concordo nada com esta forma de ver as coisas.

Outros acham que se a equipa joga rápido para a frente joga bem, quando abranda e acontecem os passes para trás e para os lados está a jogar um mau futebol.

Ainda concordo menos.

O objectivo dum jogo de futebol não é marcar muitos golos, é marcar mais golos que o adversário.

Para isso é preciso maximizar as possibilidades de marcar e minimizar as de sofrer. Saber desposicionar a defensiva adversária, atacar mantendo o posicionamento.

Atacar rápido e em força para mim quer dizer futebol de matraquilhos. Bola acima, bola abaixo, futebol inglês de há uns anos atrás, futebol dos sub23 de hoje em dia. Isso justifica-se quando a equipa esta a correr atras do prejuizo, mas é muito limitado como plano de jogo habitual.

Este Sporting em 3-4-3 de Amorim está pensado para permitir a equipa atacar mantendo uma grande segurança defensiva, desde logo protegendo a zona central da defesa, assegurando que o seu patrão  é o mais possivel resguardado.

Isso é feito saindo à jogar pelo guarda-redes, atraindo a pressão, encontrando espaço nas costas do ataque adversário, acelerando pelas laterais, ou seja, criando muito estrago com pouca gente.

A bola vai circulando para trás e para os lados para cansar o adversário e retirar os seus jogadores da zona de conforto, de forma a que quando um jogador adversário recupera a bola tem de gastar alguns segundos preciosos a perceber onde estão os colegas.

Esquecendo os jogos com os rivais e com os grandes da Champions, o Sporting perdeu pontos quando não teve paciência para circular a bola e embarcou no jogo directo do adversário, deixando partir o jogo, perdendo o controlo do mesmo, sujeitando-se ao erro.

Foi assim com o Braga no domingo, foi assim com Braga, Sta Clara e Famalicão na época passada.

Tal como a equipa tem de ter paciência no jogo, os Sportinguistas têm de ter paciência nas bancadas ou frente a TV.

Jogar como nunca e perder como sempre não interessa.

Quem tem a bola está sempre mais perto de ganhar. Sem ela o adversário não consegue jogar. E para a conservar ela tem de circular também... para trás e para os lados.

As grandes equipas, como o Man.City, conseguem combinar muito bem controlo com contundência ofensiva, sabem quando e onde acelerar, quando e onde travar.

O Sporting ainda não chegou lá. E quando acelera muitas vezes descontrola.

SL

45 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D