Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Para que não venham mais Pongolles

Leio hoje no Record que um dos jogadores que não conseguiram colocação no mercado de transferências - e estão portanto disponíveis para jogar em qualquer clube a "custo zero" - se inclui o inefável Sunama-Pongolle. Ainda apresentado como "ponta de lança", embora não conste que marque golos.

Até me custa ver impresso este nome. Porque Pongolle simboliza, como alguns mais (Elias, Bojinov, Jeffrén...), anos a fio de péssima gestão desportiva e financeira em Alvalade. Anos em que se gastava primeiro - aquilo que havia e também o que não havia nos cofres do clube - e só depois se pensava nas possíveis consequências desse acto.

Foi o que aconteceu em Dezembro de 2009 com aquele jogador francês, adquirido ao Atlético de Madrid durante o breve consulado de José Eduardo Bettencourt por 6,5 milhões de euros, a pagar em três anos. Uma aquisição que entrou directamente para o pódio dos profissionais mais dispendiosos naquela temporada.

Foi um flop - como se diz agora, em "português técnico". Eu prefiro usar uma expressão mais antiga e expressiva: foi um fiasco. Esta contratação tornou ainda mais estratosférica a dívida do Sporting e em nada contribuiu para o nosso sucesso desportivo. O jogador acabou por ser emprestado ao Saragoça e ao Saint-Étiènne, vindo o contrato que o vinculava ao clube a ser rescindido em Agosto de 2012. O seu percurso após Alvalade só confirmou a dimensão do fracasso. Ultimamente jogava no Lausanne, onde também não deixou rasto.

É útil, de vez em quando, fazermos estas digressões pelo passado recente. Mais do que um saudável exercício de memória, ajuda-nos a estar sempre alerta. Para que os erros anteriores não voltem a ser cometidos. E não venham mais Pongolles somar-se à nossa vasta colecção de fiascos.

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D