Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Palavras sábias de Dias Ferreira

«Bruno de Carvalho, perante as reacções à sua actuação esta semana na Sporting TV, veio dizer que não mudará no seu estilo e na sua forma de comunicar, e que se o quiserem de outra maneira terão de o retirar do lugar pela via eleitoral. Está no pleno direito de usar como quiser a recente esmagadora vitória eleitoral, mas, em minha opinião, e com o devido respeito, a humildade na interpretação do resultado deveria ser directamente proporcional à grandeza desse mesmo resultado.»

 

«Contudo, também acho que tenho o direito (e o dever) de dizer que não gosto da forma, nem do estilo, que retira o foco do conteúdo essencial da sua mensagem, que é aquilo que perturba o sistema, na sua nova e velha roupagem. E é pena, digo-o convictamente, porque um discurso mais sereno, menos ruidoso e, por vezes, silencioso, seria mais assustador e, sobretudo, demolidor.»

 

«Na sua reacção para o interior, não pode Bruno de Carvalho acusar tudo e todos de falta de militância. Militante é aquele que combate e luta por algo, designadamente, por uma causa, neste caso, o Sporting. Nós estamos na mesma causa, mas podemos ter uma maneira diferente de estar nessa luta. Não podemos é estar contra uma cartilha elaborada por alguns militantes que é seguida cegamente por todos, incluindo o chefe e, ao mesmo tempo, dentro de casa, seguir acefalamente a cartilha do chefe.»

 

José Dias Ferreira, ontem, no seu espaço de opinião do jornal A Bola

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Sporting Sempre 10.09.2017

    Mais um notável a dizer aquilo que muitos sportinguistas dizem, se calhar mais do que aqueles que reelegeram o actual presidente. Não sei.

    O que sei é que, para além da animosidade incontrolável para com os sócios que não o aplaudem acefalamente, o que me faz muita confusão é ver uma pessoa que se diz bem educada pelos pais e com formação superior a nível de mestrado (por acaso eu também tenho), não se iniba de fazer uso duma linguagem "de carroceiro" até difícil de aceitar numa tasca qualquer.

    Como se dizia quanto à rainha de não sei donde, um presidente do Sporting não tem apenas de ser, tem também de parecer. Acho eu, posso estar enganado. E não me venham com croquetes, que prefiro imperiais e tremoços.

    PS: Se calhar, e ao contrário de muitos por aqui, eu posso dizer que já conversei com o nosso presidente ao vivo, quando ele teve a amabilidade de visitar um evento duma associação desportiva sportinguista da qual sou sócio fundador.


  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D