Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Os melhores jogadores da época passada (1)

Antes do arranque do campeonato nacional de futebol 2014/15, relembro os meus apontamentos da época passada. Para recordar os jogadores que se evidenciaram mais em cada desafio.

 

18 de Agosto (Sporting, 5 - Arouca, 1): MONTERO

«Foi, de longe, o melhor em campo. Marcou três golos que contribuiram para galvanizar a equipa e os adeptos. Mas não é só goleador: revela-se também um grande jogador de área que nunca se cansa de recuperar a bola e de trabalhar para a equipa, denotando pormenores de grande qualidade técnica.»

 

24 de Agosto (Académica, 0 - Sporting, 4): WILLIAM CARVALHO

«Confirma-se, de jogo para jogo, como um baluarte do meio-campo leonino, assumindo-se como o primeiro construtor do nosso ataque enquanto reforça a solidez do bloco defensivo.»

 

31 de Agosto (Sporting, 1 - Benfica, 1): MONTERO

«Outro golo: vai no quinto, em três jogos. Aos 88' quase voltou a marcar, desta vez de livre: Artur salvou um golo certo. O colombiano destaca-se já como uma das grandes figuras deste campeonato.»

 

15 de Setembro (Olhanense, 0 - Sporting, 2): ANDRÉ MARTINS

«Primeiro golo como titular da equipa principal, a passe do cada vez mais influente Wilson Eduardo. Um golo que já merecia.»

 

21 de Setembro (Sporting, 1 - Rio Ave, 1): WILSON EDUARDO

«Marcou um  grande golo. Um prodígio de técnica, num ângulo de execução muito difícil. A festa do futebol passa por isto.»

 

28 de Setembro (Braga, 1 - Sporting, 2): CÉDRIC

«Deu a vitória ao Sporting com um pontapé forte e bem colocado, a 30m da baliza. Um símbolo evidente da ambição renascida no nosso clube nesta temporada. O lateral direito foi o melhor em campo.»

 

5 de Outubro (Sporting, 4 - V. Setúbal, 0): ADRIEN

«É o patrão da equipa leonina, senhor absoluto do meio-campo, o maior construtor de jogadas ofensivas, sempre à procura de linhas de passe. Excelente executante de mais uma grande penalidade. E ainda fez a assistência para o segundo golo e esteve na origem do terceiro. Um enorme jogador.»

 

27 de Outubro (FC Porto, 3 - Sporting, 1): WILLIAM CARVALHO

«Não se limita a ser um óptimo médio defensivo: também sabe rematar com êxito. Infelizmente mal tivemos tempo para aplaudir o golo do empate.»

 

2 de Novembro (Sporting, 3 - Marítimo, 2): CAPEL

«Uma grande exibição, rubricada com um monumental aplauso dos adeptos quando saiu, aos 81'. Assinou um grande golo, a abrir o marcador, com um petardo do seu pé esquerdo, e fez a assistência para o segundo. O melhor homem deste jogo: foi sempre o sportinguista mais dinâmico e mais inconformado.»

 

24 de Novembro (V. Guimarães, 0 - Sporting, 1): SLIMANI

«O ponta-de-lança argelino entrou, marcou. Resolvendo o jogo a nosso favor no último minuto do tempo regulamentar. É para isso que servem os pontas-de-lança. Quem criticou Slimani nas bancadas de Alvalade a esta hora já estará arrependido.»

 

1 de Dezembro (Sporting, 4 - Paços de Ferreira, 0): WILLIAM CARVALHO

«Encaminhou o Sporting para a vitória ao marcar o primeiro golo, aos 15', a partir de um canto. De uma eficácia extrema na recuperação de bolas e na construção de manobras ofensivas. Outra grande partida no seu currículo, sublinhada com aplausos constantes das bancadas.»

 

8 de Dezembro (Gil Vicente, 0 - Sporting, 2): MONTERO

«Voltou a marcar - e em dose dupla. É o rei dos goleadores neste campeonato: já tem 13 golos marcados. Mas não se limita a rematar: serve também os colegas, com as suas incessantes movimentações na grande área dos adversários.»

 

14 de Dezembro (Sporting, 3 - Belenenses, 0): ANDRÉ MARTINS

«Marcou o segundo golo e fez uma assistência fabulosa, em profundidade, para o terceiro. Outra excelente exibição do médio leonino, que vem melhorando de jogo para jogo. Talvez o melhor jogador neste desafio em que quase todos os colegas se destacaram.»

 

21 de Dezembro (Sporting, 0 - Nacional, 0): WILLIAM CARVALHO

«Os adjectivos banalizam-se ao analisar cada prestação deste grande jogador. Dá gosto vê-lo jogar: nunca desiste de um lance. Parece que a bola se lhe cola aos pés. Trava como nenhum outro as ofensivas adversárias e revela classe indiscutível na construção do ataque leonino, tanto no passe curto como no passe longo.»

 

11 de Janeiro (Estoril, 0 - Sporting, 0): ANDRÉ MARTINS

«Esteve sempre em alta rotação, dando combate permanente ao meio-campo estorilista. É um dos símbolos mais evidentes deste Sporting renovado que está a deslumbrar público e crítica no campeonato 2013/14.»

(conclui amanhã)

4 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D