Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Os melhores golos do Sporting (19)

 

Golo de Rodrigo TIUÍ

Sporting - Porto

18 de Maio de 2008, Estádio Nacional do Jamor

 

(antes de começar, vejam o vídeo)

 

Quando penso no melhor golo do Sporting, não penso no mais bonito, não penso no que me fez saltar mais, não penso no mais importante. O melhor golo do Sporting é, para mim, aquele que se me vincou na memória, aquele que sai num primeiro impulso. Se me perguntassem e dessem trinta segundos para responder, eu provavelmente diria o golo de Acosta ao Porto, no ano do título, admiração que partilho com o Luciano. Mas logo de seguida, falaria do golo do Tiuí.

 

(agora é altura de ver o vídeo outra vez)

 

Os mais atentos lembrar-se-ão que passou pelo Sporting um jogador chamado Tiuí (até o nome parece de brincar). Muito por causa deste golo. Os que não se lembrarem do rapaz, não se preocupem que não perderam grande coisa. A final da Taça de que falo foi, para mim, inesquecível: foi a primeira vez que fui ao Jamor. Desde então, não falhei uma em que o Sporting por lá andasse.

 

(reparem na qualidade dos dois intervenientes: Djaló e Tiuí)

 

O jogo estava empatado e, a começar o prolongamento, lançamos um avançado que quase não marcava golos (assim de cabeça, só me lembro de um, ao Boavista em Alvalade, já perto final da época). Tirámos o Abel, metemos o Tiuí, para aproveitar a expulsão de um tripeiro. Na altura, pensei que estávamos só a equilibrar as coisas, mas o canhoto do penteado engraçado decidiu calar-me. 

 

(vejam como se lesiona depois de marcar)

 

Pouco depois do intervalo, golo do Tiuí. A loucura. Um golo um bocado às três tabelas. Não interessa, serve. Desço algumas três filas sem dar conta, abraçado ao meu primo e a desconhecidos. Mas não é esse o golo de que falo. Esse surgiu quando nós só já queríamos o fim do jogo. Contra ataque, três para dois, bola no Djaló (que a consegue dominar!), cruzamento desengonçado com o pé esquerdo, a bola ressalta e sobe, e o Tiuí faz uma bicicleta nas barbas do Quaresma. Golo, vitória, taça para nós. Não me lembro dos festejos, já só me lembro outra vez de estar em Alvalade e do Farnerud a atirar a camisola, os calções e até os chinelos para a superior.

 

(vejam só uma última vez, e reparem que tínhamos também colossos como o Gladstone e Grimi em campo)

 

Este é, para mim, um dos melhores golos do Sporting. Pela Taça que nos deu, pela minha primeira ida ao Jamor e sobretudo por ser tão inacreditável o Tiuí marcar de bicicleta aos tripeiros no Jamor como, a título de exemplo, o Xandão marcar de calcanhar ao futuro campeão inglês. Rodrigo, onde quer que andes (a wikipedia diz-me que pelo Japão, e nisto reparo que na melhor época de sempre deste ponta de lança, marcou nove golos), obrigado. Acredites ou não, não te esqueceremos por cá.

4 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D