Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Os jogadores de Varandas (14)

Sporar-6.jpg

 

SPORAR

Foi o último a desembarcar: a sua contratação, por seis milhões de euros, foi anunciada a 23 de Janeiro. Veio já no mercado de Inverno, quando a pandemia iniciava a sua expansão a partir da China para o resto do mundo, seis semanas antes do prolongado "apagão" que se abateu no futebol devido ao novo coronavírus, agora prestes a ser retomado, num momento em que se registam cerca de 120 mil novas infecções diárias à escala global.

Andraz Sporar é esloveno mas jogava na Eslováquia, onde foi eleito jogador do ano em 2019. Enquanto outros chegavam com "cadastro", ele chegou mesmo com currículo, trazendo boa fama como exímio marcador de golos. Ao serviço do Sporar Bratislava marcou 34 na temporada 2018/2019. Quando saiu do clube, trocando a capital eslovaca por Lisboa, já levava 21 nesta atribulada época - incluindo 12 no campeonato, liderando a lista dos melhores marcadores. E, com seis golos apontados, mantém-se no topo dos artilheiros da Liga Europa, partilhando esta posição com Visca (Basaksehir), Morelos (Rangers), Jota (Wolverhampton) e Bruno Fernandes (Sporting e Manchester United).

Agora com 26 anos, Sporar colmatou uma inaceitável lacuna no plantel leonino. Com a saída de Bas Dost e a não-inscrição de Pedro Mendes nas competições nacionais, um Sporting em manifesta crise de golos actuou quase meia temporada sem ponta-de-lança alternativo: só havia Luiz Phellype para esta posição.

Mais depressa chegasse, mais depressa jogava. A 27 de Janeiro, o brasileiro lesionou-se gravemente, no início de uma partida em Alvalade frente ao Marítimo, ficando fora da competição para o resto da temporada. Estavam decorridos 15 minutos, Sporar teve de equipar-se e entrar de imediato em campo. Mas só marcou quase um mês depois, a 20 de Fevereiro, na vitória caseira contra os turcos do Basaksehir, para a Liga Europa. Teve ainda tempo para fazer o gosto ao pé mais duas vezes, marcando contra Boavista e Aves - neste já sob o comando de Rúben Amorim, mesmo antes da suspensão do campeonato.

Move-se bem dentro da área, baralhando as marcações, revela faro de golo e evidencia bons dotes técnicos. Se Bas Dost tinha direito a música própria em Alvalade, Sporar pode seguir-lhe o exemplo quando o nosso estádio voltar aos dias grandes, enchendo-se de público. Ele já provou merecer. E nós também.

 

Nota: 7

12 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D