Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Os jogadores de Varandas (10)

image.jpg

 

EDUARDO

Um dos erros mais recorrentes no Sporting é haver quem não resista a contratar um jogador que faça um brilharete ocasional contra nós. Ou, pior ainda, contratá-lo porque se destacou num determinado jogo contra o Benfica - cenário ainda mais absurdo. Há vários exemplos clássicos. No primeiro caso, basta lembrar Rúben Ribeiro, que fez uma exibição de grande nível enfrentando o Sporting ao serviço do Rio Ave na época 2016/2017: ficou logo "sinalizado" pela prospecção leonina - com as consequências que sabemos.

Um expoente do segundo caso é Eduardo Henrique, ex-internacional sub-20 brasileiro, contratado por cinco épocas ao Internacional de Porto Alegre poucos meses após ter-se destacado como melhor em campo numa rara vitória do Belenenses (onde actuava por empréstimo) frente ao Benfica. A 2 de Julho, era anunciado como reforço em Alvalade, a troco de nada módicos 3,5 milhões de euros a pagar ao clube gaúcho.

Prometia dar solidez e criatividade ao meio-campo leonino, oscilando entre as posições 6 e e 8, mais como distribuidor de jogo do que como transportador da bola. Afinal acabou por não revelar utilidade em qualquer missão no campo, apesar de contar com o apreço público e notório de Silas, que tudo fez para o fixar no onze-tipo do Sporting. Sem sucesso. Faltou sempre a Eduardo a solidez de um Battaglia e a técnica de um Wendel, por exemplo. Acabou por cumprir apenas onze partidas como titular. 

Com 25 anos recém-completados, Eduardo integrará provavelmente as próximas listas de elementos a dispensar do plantel, embora pareça ser mero sonho (ou delírio) os anunciados sete milhões de euros que alguma imprensa tem associado a uma possível venda deste jogador que no Sporting jamais conseguiu transpor o patamar da mediania, roçando a mediocridade. Apático, sem fibra nem garra. Como se tivesse esgotado quase todas as energias naquela vitória contra os encarnados em Outubro de 2018.

 

Nota: 4

6 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 27.05.2020

    Sabes muito bem que isso não é verdade.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 27.05.2020

    Pois, os meus níveis de exigência são para um Sporting a lutar pelo campeonato ou em alternativa por um lugar na Champions
    Se é para lutar por uma lugar na liga Europa com o Braga, Rio Ave, Guimarães e Famalicão tenho que dar a mão à palmatória e dar-te a razão.
  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 27.05.2020

    O teu "nível de exigência" levou o Sporting a ficar sempre atrás do Benfica ao longo de cinco épocas.
    O que faria se não fosses tão "exigente"...
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 27.05.2020

    Tranquilo que não era o meu, mas o nível de exigência da anterior administração levou o Sporting a ganhar dois campeonatos, ou seja, tantos como no anteriores 39. A justiça irá funcionar e culpar os prevaricadores. E claro, tudo com a ajuda do atual presidente que tem muito a falar sobre um desses dois campeonatos.
    E tem mais uma vez toda a razão: ficar atrás de um benfica altamente corrupto e atolado de escandalosas vigarices é mau, muito mau e pouco exigente mas ficar atrás do benfica, do porto e agora do braga, e ser humilhado pelos alvercas do CP é mais "exigente" e mais de acordo com o seu Sporting da "elegância". É destes adeptos com o seu nível de "exigência" que o clube precisa!
  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 27.05.2020

    A anterior gerência ganhou cinco campeonatos. Na playstation.
    Antigamente chamava-se a isso "vitórias morais". Agora arranjam nomes mais finos para designar as derrotas.

    Os últimos presidentes campeões no Sporting foram gestores de sucesso, não gestores da treta. João Rocha, José Roquette, António Dias da Cunha.
    Que diferença. Nada a ver com o que veio depois.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D