Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

És a nossa Fé!

Os jarretas (antologia 2013/14, parte III)

 

- Este Natal, para nós, vai ser bastante mais doce. Este prazer já ninguém nos tira.

- Deixa-te de lirismos. O plantel é curto e há casos por resolver. Isso preocupa-me.

- Que casos?

- O Labyad. O rapaz é um talento. Muito melhor do que alguns que têm sido titulares. Só não joga porque o Bruno o detesta.

- Nada disso. Não joga por opção técnica. É caro de mais e nunca fez nada de jeito no Sporting. Além disso iria perturbar um grupo de trabalho que é muito coeso e solidário.

- Vocês ainda hão-de arrepender-se por desprezarem assim o Labyad. Ele é craque, tem futuro.

- Já vi que nada te satisfaz. Por melhor que o Sporting se mostre e por mais resultados que consiga, nunca estás satisfeito.

- Eu percebo muito melhor estas coisas do que tu. A prestação da equipa contra o Belenenses foi medíocre. A vitória só aconteceu por sorte e porque o árbitro ajudou. Além disso ainda não começou a chover a sério. Deixa vir a chuva e vais ver se a equipa não começa a desmoronar-se como um castelo de cartas.

- Já pareces o Joaquim Rita a falar. Estás aqui estás a estrear-te como comentador de bola na SIC Notícias. Ou, pelo menos, como apresentador do boletim meteorológico.

- SIC Notícias? Nem pensar... é encarnada de mais para o meu gosto. Mas não me importava de ser comentador do Porto Canal. Nada tenho contra o azul.

(...)

- Tu já te esqueceste do que dizias no início da época? Em Agosto, querias trocar o Montero pelo Ghilas. Em Setembro, vaticinavas que íamos perder jogos atrás de jogos. Em Outubro, garantias que tínhamos o plantel mais fraco dos últimos vinte anos...

- E andei sempre mais próximo da verdade do que tu: nunca me deixei embriagar pela pandilha brunista.

- Tu deixas-te embriagar por quê?

- Por Vinho do Porto. Não há nada melhor.

(...)

- Gostaste do jogo?

- Nem pensar. Achei péssimo, como aliás já esperava. Mas vinguei-me.

- Como?

- Assobiei a equipa. Foi um assobio arrancado cá do fundo da alma. Fez-me bem à enxaqueca e à neurastenia. Consegui estar dois dias sem tomar Lexotan.

- Assobiaste quem?

- Todos. Jogadores, Bruno, Inácio. Até assobiei o Paulinho. Com todas as ganas de que fui capaz.

(...)

- Podes continuar a bater no presidente à vontade.

- Mas para dizer o quê?

- Critica a gestão desportiva, pá.

- Mas como é que eu critico se a gestão desportiva está a ter sucesso?

- Bolas! Critica a gestão financeira.

- É difícil. A gestão financeira também está a resultar, pá.

- Então critica a voz do gajo. A gravata. A postura. Sei lá. Nós podemos não saber porque é que lhe batemos mas ele sabe sempre porque é que apanha!

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D