Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Os destaques: Bruno, Nani, André Pinto

img_770x433$2018_07_28_22_46_40_1429281[1].jpg

 André Pinto após marcar o golo (foto Record)

 

Estreia da nova equipa no nosso estádio, num magnífico fim de tarde que ontem se prolongou por uma amena noite de Verão. O adversário, nesta partida ainda de pré-temporada, foi o poderoso Olympique de Marselha, finalista vencido da mais recente edição da Liga Europa, onde apenas o Atlético de Madrid foi capaz de lhe travar o passo - após se ter cruzado no caminho do Sporting, nas infelizes circunstâncias que sabemos.

Foi, portanto, um teste exigente. Nas fileiras adversárias destacam-se o internacional brasileiro Luiz Gustavo e o internacional francês Payet, carrasco de Cristiano Ronaldo na final do Euro-2016. Além do grego Mitroglou, que ontem só entrou a poucos minutos do fim, tendo sido brindado com uma assobiadela monstra.

Éramos cerca de 29 mil em Alvalade - em números oficiais, menos oito mil do que há um ano, no desafio de apresentação da equipa contra o Mónaco de Leonardo Jardim - e com uma Juventude Leonina em estado murcho, exibindo um deplorável estado de orfandade. Mas o teste essencial foi ultrapassado com distinção: os regressados Bruno Fernandes e Bas Dost - o primeiro alinhando como titular, o segundo lançado só à beira do fim - acabaram por ser os jogadores mais aplaudidos, logo seguidos de Nani - também ele regressado, após dois anos de ausência, e agora o único campeão europeu em título que resta de verde e branco. Além dele, houve três outras novidades no onze titular: o guarda-redes Viviano (protagonista de um frango monumental logo aos 4', que nos aumentou a saudade deixada por Rui Patrício), Jefferson (mais um regresso, após um ano de empréstimo ao Braga) e Matheus Pereira (será desta que se impõe na equipa principal do Sporting?)

Boas movimentações no plano ofensivo da equipa treinada por José Peseiro, logicamente ainda sem rotinas nem automatismos, perante um adversário mais avançado na preparação da época. Falta-nos um médio defensivo com qualidade (Battaglia, o último dos regressados, foi apresentado aos adeptos mas não calçou) e mantém-se um défice na posição de ponta-de-lança, que Montero não consegue preencher. Será possível ver ainda Rafael Leão como suplente de Dost?

Bruno Fernandes, colocado como médio mais ofensivo, com manifesta liberdade de movimentos, foi o jogador em maior evidência. Apontamentos muito positivos de André Pinto (marcador do golo que selou o empate por 1-1, aos 61'), Nani, Wendel e Matheus Pereira. Acuña entraria a meio do segundo tempo, para a surpreendente posição 8, em que mostrou bom desempenho. E o jogo terminou num 4-4-2, com Castaignos jogando muito próximo de Bas Dost, em evidente ensaio de soluções tácticas que irão sendo desenvolvidas ao longo da época.

Curiosidade: a braçadeira de capitão teve três titulares nesta partida: começou com Nani, passou para Bruno Fernandes entre os minutos 81 e 86, terminou com Coates.

 

............................................................................................

 

 

Os jogadores, um a um:

 

Viviano (32 anos).

Mais: não pareceu ter ficado deprimido após o frango.

Menos: inadmissível fífia com os pés por excesso de confiança, logo aos 4', oferecendo a bola para o golo de Germain.

Nota: 3

 

Ristovski (26 anos).

Mais: voluntarioso e com vontade de acertar.

Menos: o lateral macedónio não faz esquecer Piccini, sobretudo na acção defensiva.

Nota: 5

 

André Pinto (28 anos).

Mais: o golo que marcou numa recarga com o pé, após ter tentado de cabeça.

Menos: falta-lhe por vezes iniciar com mais confiança a acção ofensiva.

Nota: 6

 

Mathieu (34 anos).

Mais: dois excelentes passes longos, que quase o candidatam a médio de construção.

Menos: nem sempre lhe saíram bem os passes curtos, regressou de férias algo preso de movimentos.

Nota: 5

 

Jefferson (30 anos).

Mais: cumpriu na manobra defensiva.

Menos: falta de ousadia na construção ofensiva, sobretudo nos centros que lhe deram boa fama em Braga.

Nota: 5

 

Petrovic (29 anos).

Mais: com William já longe e Battaglia por estrear, complementou a missão dos centrais enquanto médio defensivo.

Menos: falta-lhe vocação para médio criativo.

Nota: 4

 

Wendel (20 anos).

Mais: boa técnica, com capacidade de ligar sectores na posição 8.

Menos: falta-lhe alguma disciplina táctica.

Nota: 6

 

Bruno Fernandes (23 anos).

Mais: foi ele quem mais esticou o jogo leonino, autor do passe decisivo para o golo do empate.

Menos: tentou sem sucesso o remate de meia distância.

Nota: 7

 

Matheus Pereira (22 anos).

Mais: boas tabelinhas no corredor direito ofensivo, sobretudo na meia hora inicial.

Menos: falta-lhe entrosamento com os companheiros do ataque.

Nota: 6

 

Nani (31 anos).

Mais: disponibilidade total para se assumir como líder da equipa, protagonizou grande jogada aos 67', após ter recuperado uma bola.

Menos: saíram-lhe ao lado os remates que tentou aos 6', 27' e 75'.

Nota: 6

 

Montero (31 anos).

Mais: dois passes de inegável qualidade técnica.

Menos: anda a faltar-lhe instinto goleador.

Nota: 5

 

Marcelo (29 anos).

Mais: rendendo André Pinto aos 63', cumpriu sem rasgos.

Menos: sem protagonismo nas bolas paradas ofensivas.

Nota: 5

 

Misic (24 anos).

Mais: substituiu Wendel aos 63': dois remates de meia distância, convictos mas ao lado.

Menos: falta-lhe confiança ou talento para a construção ofensiva.

Nota: 5

 

Raphinha (21 anos).

Mais: muito activo desde que substituiu Matheus Pereira, aos 63', trabalhou bem junto à linha.

Menos: ainda sem automatismos.

Nota: 5

 

Castaignos (25 anos).

Mais: substituiu Montero aos 63', procurou combinar com Dost nos minutos finais.

Menos: muito bem servido por Nani, falhou desvio aos 67': mantém péssima relação com o golo no Sporting.

Nota: 4

 

Bruno Gaspar (25 anos).

Mais: em campo desde o minuto 63, rendendo Ristovski, mostrou-se muito activo e sempre em jogo: pode ser uma das boas surpresas da temporada.

Menos: parece menos propenso a defender do que a atacar.

Nota: 6

 

Jovane Cabral (20 anos).

Mais: rendeu Nani aos 81' e revelou vontade de marcar, sem complexos.

Menos: falhou dois remates, que embateram na defensiva marselhesa.

Nota: 5

 

Salin (faz hoje 34 anos).

Mais: substituiu Viviano aos 81', boa defesa quatro minutos depois.

Menos: longe de ser exímio no jogo com os pés.

Nota: 5

 

Lumor (21 anos).

Mais: rendendo Jefferson aos 81', fez um bom cruzamento aos 89'.

Menos: faltou-lhe tempo para mostrar o que realmente vale.

Nota: 5

 

Acuña (26 anos).

Mais: em campo apenas desde os 81', substituindo Petrovic: ao minuto 89 fez um grande cruzamento, um grande passe e um bom remate.

Menos: soube a pouco o seu desempenho: merecia ter entrado antes.

Nota: 6

 

Coates (27 anos).

Mais: mereceu ostentar a braçadeira de capitão.

Menos: regressado de férias, o internacional uruguaio só entrou aos 86', substituindo Mathieu.

Nota: -

 

Bas Dost (29 anos).

Mais: recebeu a ovação da noite ao entrar em campo, rendendo Bruno Fernandes.

Menos: falhou cabeceamento aos 90'.

Nota: -

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 29.07.2018

    Há boa matéria-prima, sem dúvida. E neste jogo não contámos com Battaglia, Coates e Bas Dost. (Os dois últimos jogaram quatro ou cinco minutos, quase nada.)
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D