Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Ora bolas, "Record"

A condescendência de certa imprensa perante más exibições de futebolistas, além de iludir os factos, só contribui para que esses jogadores acabem por ter maus desempenhos repetidamente, convictos de que encontrarão sempre palavras contemporizadoras neste jornalismo fofinho, que odeia arestas e palavras acutilantes.

 

Pensei nisto ao ver a absurda nota 3 dada pelo diário Record à medíocre exibição de Bruno Fernandes no recente V. Guimarães-Sporting. A grelha de classificações adoptada por este jornal, como algumas vezes já sublinhei aqui, quase não permite diferenciar jogadores: o zero nunca ali se utiliza, o 1 destina-se quase em exclusivo apenas aos jogadores entrados em campo nos últimos minutos - incluindo aqueles que nem chegam a tocar na bola, o 5 é bastante raro. De maneira que tudo oscila entre o 2 e o 4, o que não permite distinguir verdadeiramente o mérito ou o demérito de cada um em campo.

Mas é evidente, mesmo assim, que atribuir nota positiva a Bruno Fernandes, neste jogo em concreto, não faz o menor sentido. É verdade que se trata de um dos melhores elementos do nosso plantel, e também aquele que goza de melhor imprensa, mas esta nota específica avalia um jogo específico - e no caso da partida disputada em Guimarães é inegável que o médio leonino teve uma actuação apagadíssima, muito longe da média a que nos habituou. Faz algum sentido distingui-lo com a mesma nota dada a Renan, de longe o melhor neste desafio, e a Raphinha, o segundo melhor do Sporting? Obviamente que não.

 

Mas foi precisamente o que o jornal fez. Justificando assim a avaliação feita a Bruno Fernandes: «Foi o médio com maior raio de acção e também o mais rematador. Mas a pontaria esteve desafinada.»

Ora bolas, Record.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 27.12.2018

    Tal e qual, Leonardo. Não posso estar mais de acordo. Concordo que um jogador tenha "boa imprensa", mas convém que isso se justifique. Caso contrário, desacredita-se - não o jogador, mas a imprensa.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D