Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

O princípio do fim do hooliganismo em Alvalade?

Frederico Varandas mudou as regras de financiamento das claques do Sporting, nomeadamente da principal, a Juve Leo, cortando com benesses que eram anualmente negociadas entre o anterior presidente, Bruno de Carvalho, e as chefias das claques – só a Juve chegava a embolsar 14 mil euros por cada jogo em casa, na venda de bilhetes concedidos pela direção.

Caso se confirme notícia avançada pelo CM, que o presidente Frederico Varandas decidiu enfrentar os obscuros interesses instalados na bancada Sul e que acabaram as benesses para o bando organizado de arruaceiros, o meu apoio enquanto sócio é total nesta matéria. É tempo de desparasitar e higienizar Alvalade, permitindo que famílias e amantes do futebol possam voltar a apreciar um espectáculo desportivo, sem ficarem incomodados por quem pretende descarregar frustrações nos outros, provocando conflitos. A que propósito viajavam os principais dirigentes das claques no avião que transporta o plantel nas deslocações ao estrangeiro? Qual a justificação para a candonga de bilhetes que todos sabemos existir?

Seguramente que os membros das claques, pessoas de bem, que se deslocam aos jogos por amor ao clube, sim, também os há, irão continuar. Os outros, os jagunços, estão a mais...

12 comentários

  • Imagem de perfil

    António de Almeida 09.11.2018

    Desestabilizar?
    Não meu caro, inadmissível é atribuir benesses a grupos, que servem para financiar alguns dirigentes desses mesmos grupos, que convivem mal com a legalidade. Sabe-se bem o que a casa gasta...
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 09.11.2018

    Para isso acontecer era preciso esta direcção também conviver com a legalidade...

    SL
  • Imagem de perfil

    António de Almeida 09.11.2018

    A direcção é perfeitamente legal. Caso algum sócio se sinta incomodado, existem os Tribunais. Mas até aqui, os argumentos do destituído têm sido derrotados em toda a linha... Já vai sendo tempo de se habituarem.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 09.11.2018

    Pois existem.
    E os argumentos, não são só do "destituido" como "respeitosamente", "educadamente" e "elevação" , como é seu timbre, lhe chama.
    São também de vários socios.
    Já percebi que o António convive muito bem com ilegalidades.
    Mas permita a outros não se habituarem a tais práticas.

    SL
  • Imagem de perfil

    António de Almeida 09.11.2018

    Está completamente enganado. Não convivo nada bem com ilegalidades. E muito menos com ataques à Liberdade. Por isso fui frontalmente contra a alteração estatutária de Fevereiro. Ironicamente deu-me gozo que o feitiço se tenha virado contra o feiticeiro, admito-o. Mas alguém que tem 90% de aprovação, sai a chamar sportingados aos poucos que o contestam? E quando após uma série de disparates perde o apoio, sendo destituído, quando deveria ter colocado o lugar à disposição, provavelmente teria sido reeleito, vem clamar por ilegalidades? Enfim...
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 09.11.2018

    Claro que foi contra a alteração de estatutos,e será sempre.
    Seja quem for que ouse mexer neles e tirar o controlo à elite bafienta, que controla o Sporting há décadas, é posto a andar.
    Esses sim, são os verdadeiros jagunços.
    Foi assim com João Rocha e agora com Bruno de Carvalho.
    Pergunto: Mas essa gente é assim tão mal sucedida na sua vida pessoal, empresarial e partidária, que precise se agarrar a um clube de futebol?
    Já não há paciência.

    SL
  • Imagem de perfil

    António de Almeida 09.11.2018

    Fala do que não sabe. Quando um populista no final dos anos 80, quis tomar o clube por um plebiscito e procurou fazer passar numa AG a proposta "um sócio, um voto", inscrevi-me para falar, eu e muitos outros que estavam contra, cedemos tempo ao saudoso João Rocha que liderou a oposição naquela noite à tomada de poder popular. O resto é história, poucos meses volvidos caía a direcção de Jorge Gonçalves, deixando atrás um rasto de dívidas que demorou anos a recuperar.
    Talvez por ter memória, não embarque em qualquer cantiga carregada de promessas, pelo primeiro pregador que aparece...
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 09.11.2018

    Está a tentar decalcar Bruno de Carvalho a Jorge Gonçalves.
    Não me identificava com JG, mas o processo foi tb ele semelhante:
    E foi o Sporting a ficar a dever a JG e não o contrário, como se provou mais tarde.
    Não queria ter juntado, JG a JR e BDC.
    Mas todos são similares, no conteúdo usado pelos Golpistas para os seus afastamentos:
    O poder cair na rua, donos do clube, dívidas, estatutos e blá blá blá.
    JR só se juntou no caso JG que refere, pois chegou à infeliz conclusão que não havia nada a fazer contra essas forças obscuras, e como diz o ditado" se não podes vencê-los, juntar-te a eles".
    E só depois disso é que as "elites" então hipocritamente, lhe deram valor.
    Tal não chegou a acontecer com JG, pois este revoltado, meteu um processo contra o clube, e o final da história já conhece.
    Espero que BDC não desista do Sporting e dos Sportinguistas, pois se tal acontecer é mesmo o fim de um grande clube, mesmo para as elites, acaba.

    SL
  • Imagem de perfil

    António de Almeida 09.11.2018

    Desconfio sempre de homens providenciais e salvadores da pátria. O Sporting é dos sócios e até dos adeptos. Elites? Não sei o que são. Acredito em eleições livres, hoje é Frederico Varandas o presidente, amanhã se verá quem lhe sucede e quero mesmo que tenha sucessor, por mim até limitaria o número de mandatos presidenciais a 2 ou 3.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 09.11.2018

    O Sporting é uma dinastia faz, décadas, intervaladas com um ou outro presidente dos sócios consentido e controlado pela própria dinastia.
    Imagine que sai o DR Varandas, é eleito por outro qualquer, por ex um Benedito, mas na MAG fica Rogério Alves.
    Para ser eleito precisa da dinastia, pois é quem controla, depois de eleito, ou colabora, é fica subserviente ou rua.
    É a chamada presidência "controlada".
    Ás vezes é preciso deixar um ou outro entusiasmar-se e esticar um pouco a corda, desde que não mexa no poder, leia-se estatutos.
    Se o tentar fazer, partem a corda, ficando o presidente sempre com o ónus de que foi ele que a partiu.
    É como colocar um burro a comer palha a olhar para a cenoura,e dizer-lhe: podes comer a palha que quizer es, mas se tocas na cenoura, nao comes nem a palha, nem a cenoura.
    É engordar o porco, para depois matá-lo e fazer o festim.
    Agora com o Varandas ,(e se a comida chegar, virá outro igual,) é altura do festim.
    Até ao próximo "porco".
    E isto é o Sporting

    SL
  • Sem imagem de perfil

    Pedro Miguel 09.11.2018

    Porque serás que os porcos, que nem Sportinguistas são, que aqui vêm chamar Golpistas, ilegais, etc. a quem tudo cumpriu dentro da Lei, e provado pelos Tribunais são TODOS nojentos anónimos?
    Desapareçam escumalha.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D