Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

O paradoxo do futebol a triplicar

Dia triste para o futebol nacional. O Benfica foi afastado do acesso à pré-eliminatória que lhe daria o acesso à fase de grupos, que lhe daria o acesso à fase a eliminar, que lhe daria acesso à final da Liga dos Campeões e a ter acesso a conquistar um troféu que por mor de uma maldição (dizem) lançada por um húngaro que os treinou há cerca de setenta anos, tem visto por um canudo (ufff, que quase tive um acesso de falta de ar).

A propósito de canudo, de Braga saiu o treinador da equipa que confirmou que Béla Guttmann ainda tem os orixás em alta. Tão em alta que os três golos da desgraçada derrota (2-1 para o adversário numa eliminatória de um só jogo) foram marcados por jogadores do... Benfica! Bom, um deles já não é do Benfica, foi dispensado para se poupar dinheiro. Saiu no jornal oficial do clube, A Bola, que com a saída do marcador do segundo golo dos gregos (com gregos a tarefa é sempre árdua, a malta vê-se grega para lhes ganhar, desculpem a piada fácil) o Benfica poupou pouco mais de um milhão de Euros (1,3M€), demonstrando uma capacidade de gestão extraordinária ao rescindir com o sérvio Zivkovic. Ora, fazendo aqui umas contas rápidas de merceeiro, aquela rescisão custou à volta de 40 milhões aos cofres da lampionagem. Não faz mal, eles vão ali ao Novo Banco outra vez e resolvem!

 Ontem o Benfica arrasou na primeira parte, falhou até pelo menos dois golos feitos, mas o galo deixado atrás da baliza (agora dava jeito que o homem tivesse nascido em Barcelos e não em Penafiel) por Abel Ferreira com o intuito claro, todos percebemos, de se vingar das humilhações que por cá foi obrigado a sofrer sempre que defrontou os encarnados enquanto treinador do Braga, não deixou que o futebol avassalador dos portugueses fosse abrilhantado pelo sal do jogo. 

E como quem não marca sofre, na segunda parte primeiro por Verthongen na própria baliza (não evitaria o golo, já que havia um grego a quem se antecipou que o faria) e depois pelo tal sérvio da poupança, o Benfica encaixou dois no bornal e se desorientados andavam com o primeiro golo sofrido, com o segundo o rolo compressor, o futebol tríplice do Benfica (olá Jorge Jesus, bem vindo à realidade do futebol sem favores e colinho), transformou-se num grupo de casados, alguns barrigudos como eu e cheios de mazelas nos joelhos, que não mais se encontraram e o golo apontado por Rafa já nos descontos não veio acrescentar nada, o jogo estava mais que controlado pelos do PAOK de Salónica.

Eu não tenho dúvidas que a nível interno, se entretanto Vieira ganhar as eleições como está cozinhado, o investimento de 100 milhões (calma, as contas estão certas, o novo Guttmann ainda quer que lhe comprem mais gente para a defesa, portanto não andará longe disso no final do dia) dará frutos, perdão, fruta limpinha pronta a comer e só uma pandemia lhes retirará o primeiro lugar. Mas o que fazer então àquele rapaz Uruguaio e ao outro brasileiro que vieram para ser campeões europeus pelo Benfica? Olha, se calhar atrevo-me aqui a dar um conselho a Vieira: Que rescinda com eles para poupar uns cobres, ou que os venda ao PAOK. Assim pelo menos sempre têm uma vaga hipótese...

Espera-os a Liga Europa, onde corremos o risco de não chegar, porque temos uma pré-eliminatória para disputar e porque temos mais de meia equipa infectada com Covid, havendo a possibilidade de sermos eliminados sem sequer jogar, mas se tudo correr como desejamos, seria interessante disputar a final com o Benfica. É que temos umas continhas a ajustar com Jorge Jesus...

3 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D