Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

O dia seguinte

Um primeiro tempo completamente falhado, um segundo tempo a correr atrás do prejuízo, o resultado reflecte a diferença entre o que o adversário conseguiu fazer depois de marcar o primeiro golo no primeiro tempo e o que o Sporting conseguiu fazer depois de ter marcado o seu primeiro golo também no primeiro tempo. A Atalanta marcou o segundo num remate mal defendido por Adán, Edwards falha o golo isolado e logo depois Catamo leva a bola ao poste.

Se a ideia de jogo de Amorim, criar situações de 3 para 3 no ataque, fazia algum sentido, o Atalanta com uma marcação "rotweiller" tornou tudo muito difícil e toda a estratégia ruiu quando colocou um "verdinho" Fresneda a titular. Com isso nunca o Sporting teve saída de jogo pelo lado direito, nem sei se alguma vez Diomande lhe terá passado a bola se esquecermos aquela vez que lhe acertou nas costas num alívio, e a defender foi uma passadeira para a Atalanta. Do outro lado, Nuno Santos estava num dia de passear o penteado, e nesses dias a única coisa que se pode fazer é deixá-lo na cabine ao intervalo. No meio campo, Morita e Hjlumand andavam a tentar tapar buracos dum lado para o outro, sem qualquer capacidade de controlo sobre o jogo. 

 

Ao intervalo, com 0-2 e um futebol "algemado" por uma muito competente Atalanta, eu diria que era esquecer o assunto e pensar no Arouca. Não foi isso que Rúben Amorim fez, só por questões de liderança dum grupo que não vale a pena explicar a quem não quer perceber não tirou logo Fresneda, mas Nuno Santos, Hjulmand e Paulinho deram lugar a um Coates que estabilizou a defesa e a Edwards e Catamo, este até que enfim no seu verdadeiro lugar, que, conjuntamente com o recuo do Pedro Gonçalves para organizador de jogo, transformaram por completo o futebol da equipa.

Todo o segundo tempo foi dum Sporting dominador que a Atalanta só em falta conseguia parar, os amarelos foram surgindo, as marcações ao homem ficando mais complicadas, e por volta dos 50 minutos Inácio teve uma oportunidade soberana de diminuir.

Depois veio o penálti, e depois do penálti as duas oportunidades de empatar atrás descritas e depois disso o resultado ficou definido.

Uma derrota em casa contra uma equipa italiana, penso que a última terá sido fora contra uma equipa italiana também, 15 ou 20 jogos atrás. Alguns sportinguistas devem sofrer de alguma doença ressabio-degenerativa, já não se recordam de quando perdíamos duas vezes na mesma semana ou contra uns albaneses jeitosos. E perder realmente custa.

Melhor em campo? Nem sei, talvez Diomande, que teve de jogar por ele e pelo parceiro do lado e que acertou no braço do defensor italiano que deu o penálti.

 

Que tirar desta derrota?

1. O primeiro lugar do grupo continua em aberto, os proximos dois jogos do Sporting e da Atalanta contra adversários menores vão ajudar a definir muita coisa antes da visita do Sporting a Bérgamo.

2. Coates não só é o capitão, líder da defesa, mas é mesmo o cérebro da equipa. Sem ele tudo se torna mais difícil, patrão fora, feriado na loja. Diomande e Inácio são os seus fiéis ajudantes, mas apenas isso.

3. Morita, Hjulmand, Bragança... As rotinas tardam a entrar, um não chega, dois são demais e é preciso recuar o Pedro Gonçalves. Médio centro, precisa-se. Com urgência.

4. Gyökeres e Pedro Gonçalves são imprescindíveis, para jogar sempre, e para pôr a equipa a jogar em função deles, independentemente do que falham aqui ou ali. Edwards, Paulinho, Catamo e Trincão a entrar conforme os jogos e os momentos dos jogos.

5. Esgaio ou Fresneda? St, Juste. Que volte depressa.

Bom, no domingo temos de ganhar ao Arouca, e não vai ser fácil.

SL

48 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

{ Blogue fundado em 2012. }

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D