Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

O dia seguinte

Hoje na Luz, e enquanto muitos vaticinavam e outros salivavam por uma derrota copiosa contra a proclamada melhor equipa portuguesa desta época, o Sporting entrou em campo competente e desinibido, foi superior durante 20 ou 30 minutos, depois disso esteve duas vezes em vantagem no marcador e no final desaproveitou uma oportunidade flagrante de conquistar a vitória. Isto com uma arbitragem habilidosa que fez o possível por inclinar o campo, sendo apenas traído por um VAR que lhe chamou a atenção para o óbvio. 

Nesse período de domínio de jogo, o Sporting saiu bem a jogar desde trás esticando o jogo para os avançados, que logo levou à primeira falta perigosa de Otamendi e respectivo amarelo. Com Porro e Nuno Santos muito condicionados, Ugarte e Pedro Gonçalves tiveram espaço para manobrar, Fiorentino e Enzo não os conseguiam suplantar, o Benfica baixava linhas e quando recuperava a bola tinha os avançados distantes e com os defesas do Sporting em cima.

Depois, lentamente, os dois médios sempre pouco ajudados por Trincão e Edwards foram-se desgastando, e começaram a ter perdas de bola na zona central do terreno que convidava o Benfica a ataques rápidos. Mesmo assim, duma combinação perfeita entre Porro e Edwards, a única do encontro, surgiu o golo inaugural, mas nessa toada de contra-ataque rápido pouco tempo depois o Benfica empatou num lance em que Matheus Reis facilitou, não impedindo o centro de Rafa.

No segundo tempo o Benfica tentou assumir o controlo do jogo, mas logo Paulinho soube aproveitar a "verdura" do jovem do Benfica para sacar um penalti indiscutível. Mais uma vez não durou muito para o Benfica conseguir mais um lance de contra-ataque com centro agora do outro lado para o empate, mais uma vez pelo ponta de lança, mais uma vez a antecipar-se ao marcador directo. 

 

Com o jogo a descambar e a equipa em perda física, Rúben Amorim surpreendeu tudo e todos. Se eram esperadas as entradas de Arthur e Jovane, as de St.Juste e Chermiti foram arriscadas, a primeira implicou a reorganização da defesa com a mudança de lado de Gonçalo Inácio, a segunda facilitou a saída a jogar do Benfica. Por falta de ritmo, um e outro incorreram em faltas, algumas perigosas, e logo foram amarelados. Mas o facto é que, mesmo no final, Chermiti teve a oportunidade de ser feliz. Mas desaproveitou, como Nazinho tinha desaproveitado em Londres.

Podemos agora imaginar se Pedro Gonçalves tivesse evitado o amarelo contra o Paços de Ferreira e tivesse alinhado no Funchal com Nuno Santos, se com eles o Sporting tivesse ganho, se ambos tivessem levado amarelo, se o Sporting entrasse na Luz com Matheus Reis a ala esquerdo e St. Juste na defesa: um empate também no final, mais 3 pontos na classificação. Mas a realidade é a que é. O facto é que o desempenho dos dois no jogo de hoje, Pedro Gonçalves e Nuno Santos, não justificou assim tanto terem ficado de fora do Funchal.

Melhor em campo? Ugarte, bem acima de todos os outros. 

 

Enfim, o Sporting foi à Luz conquistar um ponto, o que sempre terá de significar um bom resultado, mas o problema é que perdeu três na jornada anterior. Temos muitos pontos para recuperar na 2.ª volta a Benfica, Porto e Braga para salvarmos a época.

E o caminho é esse mesmo. Muita coisa ainda para conquistar esta época.

Mas para isso é mesmo preciso reforçar o plantel neste mercado de Inverno. Isto não vai lá vestindo o fato de super-homem e pulando do Empire State Building...

 

PS: Foi assim que vi o jogo pela transmissão da BTV, comentários do mais lampiónico que existe, repetições de casos suspeitos contra o Benfica nem pensar, tudo na linha das palhaçadas que João Mário, Rafa e outros iam fazendo dentro do campo. Tudo limpinho, limpinho, limpinho.

SL

40 comentários

Comentar post

{ Blogue fundado em 2012. }

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D