Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

O dia seguinte

Ainda hoje tive a oportunidade de partilhar convosco o meu entendimento sobre o estado actual do futebol do clube, pelo que me vou limitar a comentar o jogo propriamente dito.

Contra um Varzim que compete no mesmo escalão da nossa equipa B, embora numa série diferente, e que vai mais ou menos com os mesmos pontos, o Sporting afundou-se completamente, no pior momento de longe do mesmo sob o comando de Rúben Amorim. Se calhar a equipa B não faria pior do que fez hoje a A.

Apresentando praticamente a melhor equipa do momento tendo em conta as lesões, as doenças, e os esgotamentos, o Sporting foi incompetente na defesa, na linha média, no ataque e no banco. Salvou-se o guarda-redes. Defender livres laterais do lado esquerdo com um ala desatento na missão específica, primeiro Porro e depois Fatawu, na ponta da defesa do outro lado, tem de ser considerado incompetência da equipa técnica. Foram três assim, um quase deu golo, um deu mesmo o golo fatal. Estavam três jogadores livres atrás de Fatawu, depois do "alívio" de Paulinho. No ataque, ver centros longos de Nuno Santos a solicitar duas ou três vezes a cabeça de Trincão foi deprimente. Quantas defesas complicadas fez o guarda-redes adversário? Zero.

Depois disso tudo, as substituições só serviram para baralhar ainda mais uma equipa à deriva, sem qualquer voz de comando, tudo feito à medida da inspiração de cada um, que era pouca ou nenhuma. Depois do golo sofrido, pior um pouco. E o jogo terminou logo depois duma... reposição de bola pela linha lateral mal feita.

Estes jogos de Taça fora de casa contra equipas pequenas sempre foram assim, perigosos, especiais, não chega levar as camisolas, não chega levar uns jogadores talentosos, é preciso levar tudo o resto que faltou hoje. 

Por outro lado esta triste derrota de hoje trouxe à lembrança muitas outras assim que conheci ao longo dos anos, derrotas que doeram bastante na altura e que estes duas épocas completas de Amorim tinham dalguma forma feito esquecer. Parece que essas más memórias regressaram todas do esquecimento.

E agora? Agora vem aí o Casa Pia, e temos de ganhar. Tem a palavra Amorim, têm a palavra os pilares do balneário, os Adáns, os Coates, os Netos, já que mais não há, têm a palavra os Sportinguistas também. Mas as declarações do treinador na conferência de imprensa não auguram nada de bom. Infelizmente.

SL

40 comentários

Comentar post

{ Blogue fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D