Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

O despedimento de Marco Silva é a TSU de Bruno de Carvalho

Quando Bobby Robson faleceu, José Eduardo Bettencourt, à época presidente do Sporting, disse uma frase que viria a ficar imortalizada: a demissão de Bobby Robson (quando ia à frente do campeonato) tratou-se de uma "precipitação à Sporting".

Ninguém sabe o que teria acontecido ao Sporting caso Bobby Robson concluísse o trabalho que, até então, estava a desenvolver de forma muito competente. Sabe-se, isso sim, que nas duas épocas seguintes Robson sagrou-se campeão nacional com…as cores do Porto.

Outra precipitação à Sporting foi o despedimento do treinador campeão nacional em título Augusto Inácio, seguida de nova precipitação que foi dar por sem efeito a contratação de José Mourinho como novo técnico. Ninguém sabe o que teria acontecido ao Sporting caso José Mourinho pegasse naquela equipa que não era nada de se deitar fora (Pedro Barbosa, Schmeichel, João Vieira Pinto, Acosta, etc) e que, no ano seguinte, seria ainda melhor reforçada (Quaresma, Hugo Viana e Jardel). Sabe-se, isso sim, o que José Mourinho fez nas duas épocas em que treinou o Porto.

Nestes últimos dias, assistimos, incrédulos, à novela mais surreal desta temporada e que fez pairar no ar a sombra de algumas das nossas piores memórias como aquelas de que acima dei conta.

Sem que se percebesse muito bem por quê, um jovem técnico que, à data, e de forma global, tem realizado uma época competente, de um momento para o outro, iria ser apeado do seu lugar. Valeu a indignação construtiva generalizada dos sportinguistas (de que muitos posts no És a Nossa Fé foram, a esse título, bom exemplo) para que uma decisão que se preparava para ser uma monumental precipitação, afinal, não se tivesse materializado.

Infelizmente, Bruno de Carvalho não deu o passo atrás que se impunha para dar os 50 à frente que se desejam. Em vez de responder que “Marco Silva orientará a equipa em Guimarães, Alvalade, Braga, Wolfsburgo e para onde o calendário determinar até ao termo do seu contrato”, colocando assim uma gigantesca pedra sobre a polémica, o presidente do Sporting disse, antes, de forma abreviada, que "Marco Silva orientará a equipa em Guimarães”, continuando a deixar aberto o flanco para a especulação e boataria.

Esta novela faz lembrar, com as devidas distâncias, o famigerado episódio da TSU, uma medida que surgiu sem que ninguém estivesse à espera, nem visse a bondade da mesma, e que teve as reacções que se conhecem, abalando, bastante, a confiança em Passos Coelho por parte de muitos dos seus apoiantes. Com a tentativa de demissão de Marco Silva, para a qual ninguém conta, nem vê a sua utilidade, muitos sportinguistas ficaram, legitimamente, decepcionados com a abordagem do seu Presidente ao assunto, gerando uma desconfiança sobre a gestão do futebol por parte de Bruno de Carvalho e que demorará bastante tempo a desaparecer.

Nos próximos dias, preferencialmente ainda esta semana, Bruno de Carvalho tem de dar por sem efeito a ridícula assembleia geral extraordinária que solicitou e para a qual ninguém vê qualquer utilidade, e confirmar, de forma mais clara e peremptória, que Marco Silva continuará a ser o timoneiro da equipa. Só assim é que o Presidente do Sporting conseguirá salvar a face neste desastroso processo de que é, em larga parte, responsável. A Marco Silva competirá prosseguir a senda de bons resultados para que, daqui a pouco tempo, mais ninguém se lembre desta triste novela e se volte a focar naquilo que mais importa: a equipa.

12 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D