Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

O copo meio cheio?

A quente, por vezes dizemos ou escrevemos coisas de que nos poderemos arrepender. 

Por essa razão, decidi dormir sobre o jogo de ontem, em Madrid, para escrever o que me vai na alma, já com a razão sobrepondo-se ao coração e à vontade de disparar sobre tudo o que mexesse, passe a imagem "westerniana".

O meu sentimento é, contudo, o mesmo que tinha quando publiquei o último post.

Se, antes do jogo começar, eu pedi aos nossos rapazes que se portassem como Leões no Bernabéu, nunca, nas minhas melhores cogitações, imaginaria que um desejo de que um empate seria um resultado magnífico e perder por poucos não desonraria, se transformasse numa enorme frustação e num sentimento lancinante de injustiça.

Contudo, não me contento com vitórias morais! No entanto ontem, o Sporting ganhou! Ganhou respeito e admiração. A partir de ontem, o Sporting não será mais o Clube que joga para perder por poucos com os tubarões, a partir de ontem, o Sporting entra efectivamente em campo, para ganhar.

Mas a verdade crua e nua, é que perdemos.

Perdemos porque Cristiano soube cavar uma falta que toda a gente (menos o árbitro e os comentadores da Sportv), espanhóis incluídos, diz que não existiu e porque logo ontem o madeirense tinha que atinar com os livres. Fosse eu fatalista e diria que é a nossa sina. E perdemos porque nos faltou ratice: Bastaria ter cometido uma falta quando perdemos a bola no ataque, um agarrão, uma rasteira, qualquer coisa e o tempo esgotar-se-ia. 

Não posso dizer mal de quem montou uma estratégia que nos levou a vulgarizar, perdoem-me o exagero, o campeão europeu, no entanto tal como o próprio admitiu, quando mexeu na equipa, mexeu mal (melhor, quem entrou não correspondeu ao que se lhe pediu, para ser justo) e tarde. Talvez se estivesse no banco as coisas tivessem sido diferentes, mas desde cedo percebemos ao que que vinha o cabeleireiro italiano, ao que consta muito benquisto em Turim. No aspecto disciplinar esteve muito mal; Com um árbitro isento, Casemiro nunca teria acabado o jogo, p.e.

A equipa valeu pelo todo, no entanto quero destacar Gelson, Adrien, César, Carvalho e Coates, pelo que jogaram e pelo que não deixaram jogar.

Quero destacar ainda, porque o merece, Rui Patrício, que se houvesse prémio do azar como no ciclismo, ontem ia direitinho para o seu bolso; Reparem que, com uma pontinha de sorte, os dois golos teriam sido evitados, já que ele defende a bola do livre, que por capricho bate no poste e entra; E no remate de Morata, à queima-roupa, faz ainda um desvio que, tivesse ele alguma fortuna, poderia ter sido uma defesa enorme.

Esta derrota que me custa ainda muito a engolir, deixa-nos com zero pontos, num grupo onde à partida estaríamos tranquilamente fadados a "conquistar" o terceiro lugar. Depois da forma como, repito, vulgarizámos o Madrid, a minha fasquia sobe consideravelmente. Sim, os alemães venceram por seis, e daí? Deixá-los jogar com o Real, para ver como se comportam.

Se serviu para alguma coisa a excelente exibição de ontem, ela teve o condão de me fazer acreditar e certamente a muitos sportinguistas, que pela primeira vez o objectivo de passar à fase a eliminar é possível e alcansável.

E assim, de repente, vem-me à memória onde estávamos há três anos...

Deste modo, respondendo à minha própria questão, ontem o copo ficou (meio) vazio. Hoje e pelo que atrás aduzi, o copo está claramente (meio) cheio.

Isto, se não aparecer outro rapaz a querer cortar-nos o cabelo.

7 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D