Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

O carácter, ou falta dele...

Quando chantageou os sócios na assembleia plebiscitária para alteração dos estatutos, o tiranete Carvalho afirmava que não estava agarrado ao poder nem pretendia eternizar-se no Sporting e que bastariam 1000 votos para os sócios convocarem uma assembleia-geral destituitiva. Poucos meses decorridos o que vemos é um presidente e seus sequazes agarrados ao lugar como lapas, procurando obstruir por todos os meios que os sócios se pronunciem.

5 comentários

  • Imagem de perfil

    António de Almeida 31.05.2018

    É um cenário que não pode ser descartado. Para já a mesa da assembleia-geral não conseguiu verificar os votos, porque lhe têm sido colocadas dificuldades. Veremos como tudo isto acaba.Entretanto o Sporting é quem está a ser penalizado...
  • Sem imagem de perfil

    JHC 31.05.2018

    A AG que estava marcada para 23 de junho na Altice Arena havia sido comunicada pela direcção mas pelo que leio corre o risco de ser impugnada alegadamente por também não poder ser realizada sem membros da Mesa da Assembleia Geral.
    Outras dúvidas que me ocorrem é se existe legalidade de ser marcada uma AG sem membros desse órgão e com o PMAG demissionário, e quanto tempo tem o clube para agendar eleições para estes mesmos órgãos?
    Deixo uma última questão para quem souber responder. Já foram registados os novos estatutos votados pelos sócios do Sporting Clube de Portugal em Fevereiro passado?
    SL
  • Imagem de perfil

    António de Almeida 31.05.2018

    Não sou especialista em Direito e desconheço se os estatutos aprovados em Fevereiro estão publicados. Mas julgo ter ouvido à época que apenas entrariam em vigor no próximo mandato. A ser assim, estão em vigor os estatutos anteriores. Uma dúvida que também tenho, se a Direcção optar por eternizar a crise ao impedir por todos os meios a Assembleia-geral, como irá ser marcado o acto eleitoral para substituir a mesa da assembleia-gera e conselho fiscal? Não me parece que o Conselho directivo o possa fazer. E assim sendo, poderá o clube continuar nas actuais circunstâncias?
  • Sem imagem de perfil

    JHC 31.05.2018

    É uma questão pertinente.
    Penso que antes de qualquer coisa é necessário reestabelecer a normalidade institucional.
    Primeiro passo: marcação de eleições para os órgãos demissionários.
    SL
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D