Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

O campeão do assobio

img_920x519$2020_06_12_17_38_11_1711662.jpg

 

Algum "pessimismo" militante - que leva o nosso leitor convidado de hoje, Rui Miguel, a aludir a esquizofrenia, num texto que está em destaque no portal Sapo - ajuda a explicar por que motivo os jogadores da nossa formação, quando ascendem à equipa principal, ouvem assobios ensurdecedores à mínima falha quando jogam no nosso estádio.

Felizmente o Eduardo Quaresma, o Matheus Nunes e o Nuno Mendes ainda não tiveram essa triste experiência. Devido à pandemia em curso.

 

Os mesmos que aplaudem freneticamente um Shikabala que aterra em Alvalade sabe-se lá como e não joga mais de dez minutos de verde e branco são implacáveis a vaiar os jovens oriundos da Academia leonina.

Esta é uma das mais tristes originalidades do Sporting. Jogadores de inegável craveira oriundos da nossa cantera que viriam a sagrar-se campeões europeus - como o Nani, o Adrien, o William e o Rui Patrício - foram implacavelmente insultados, durante anos, nas bancadas de Alvalade.

 

Não é com assobios a jogadores que conseguiremos alguma vez voltar a ganhar seja o que for no futebol.

Há muitas formas de assobiar. Não elogiar quem merece, por exemplo, é outra forma de assobiar.

Criticar desde já os jogadores agora lançados no primeiro nível do futebol profissional porque um dia, se tiverem sucesso, irão tratar da vida noutro país - eis outra forma de assobiar. Esquizofrénica, para usar a expressão do leitor.



Nisto, o Sporting é campeão todos os anos. O campeão do assobio.

62 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D