Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Money for nothing?

Não me importo nada que o Sporting tenha dinheiro. Adoraria, aliás, que tivesse, por exemplo, o dinheiro que tem o Bayern Munique. Ia-se buscar o Guardiola e a rapaziada que por lá anda a dar pontapés na bola e montava-se uma coisa gira em Alvalade. Acontece que, até há 24 horas, o Sporting era um clube sem dinheiro: sujeito a uma espécie de troika dos bancos, com os euros todos contadinhos, com tectos salariais de jogadores, com um treinador apesar de tudo baratucho. De repente, descobre-se que é possível contratar um treinador por um preço europeu. Então uma das questões este ano (e que deve estar na lista de alegações da justa causa) não foi o facto de o Marco Silva querer jogadores experientes e feitos para atacar o campeonato e o presidente mandá-lo ir buscar esses jogadores à equipa B?

 

É que, se há dinheiro, pergunto-me: ir buscar o Jesus era o melhor a fazer com ele? Uma coisa é pensar nos termos de um clube que está a fazer a sua "reestruturação financeira", outra é pensar nos termos de um clube que pode andar a gastar. Tudo o que tivemos este ano me pareceu razoavelmente correcto para um clube a reconstruir-se. Mas se, afinal, se trata de um clube que pode andar aí pelo mercado, a coisa é diferente. Estamos a falar de outro clube. Passámos de contar os cêntimos para fazermos as maiores loucuras. E então tudo deveria, e deverá, ser pensado de outra maneira. É que, com esta aposta, só temos duas opções: ganhar ou ganhar. Daí a pergunta: começar por Jesus é a melhor maneira de lá chegar ou é apenas uma loucura disparatada? Daqui a um ano veremos.

 

O que nos leva à questão de saber como é que um clube vagamente a sair da falência arranja este dinheiro. Estamos ainda dentro do que era o projecto desta direcção ao início ou estamos já noutra coisa? Mas agora tenho de ir trabalhar, coisa que devia estar a fazer em vez de escrever isto. Fica para outra ocasião.

6 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D