Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Mais um clube ao fundo

Para os defensores da venda da maioria da SAD a um investidor, este final de campeonato não está a correr nada bem.

O Desportivo das Aves viu os donos da sua SAD fazer tudo o que podiam para que a equipa não dispute os últimos jogos desta liga. Esta situação surreal, em que os acionistas de uma SAD em sérias dificuldades financeiras, tudo fazem para a liquidar de vez, acontece em Portugal e não é caso único. Já existe uma longa lista de clubes que cederam a maioria do capital da sua SAD e que depois resulta no final da ligação da SAD com o clube, ou que leva mesmo o clube a descer aos distritais para de novo começar o caminho das pedras.

É sabido que os investidores que surgem a acenar com notas a clubes desesperados não estão, no fundo, muito interessados no real sucesso desportivo a longo prazo. Falamos de investidores obscuros, de quem nada ou pouco se sabe. O fim tem sido sempre o mesmo, separação litigiosa do clube, dívidas, falências, rescisões de contratos, salários em atraso.

O caso do Aves é o mais recente, não será o último. Foi um clube que não se importou de servir os interesses do Benfica, acolhendo jogadores supostamente vendidos, mas que depois de documentos apreendidos em casa da mãe de um dos seus dirigentes, foi descoberto que as vendas não eram bem vendas. Adulterou-se assim a verdade desportiva de uma competição, com jogadores que pela lei em vigor estavam impedidos de jogar contra o Benfica, a fazerem-no. E foram estes dirigentes, que aceitaram estas condições para o seu próprio clube que foram os responsáveis pela actual situação. Penso que já não há qualquer dúvida que resta ao clube Desportivo das Aves o mesmo caminho do Belenenses. Começar lá em baixo. Pelo meio há uma SAD, ou o que resta dela à venda, por 5 milhões de euros, que são a totalidade das dívidas. Aguardam mais um “investidor”.

Uma das equipas revelação desta época foi o Famalicão, cuja sad também não pertence ao clube. Ainda está, tal como a maioria dos clubes que optaram por esta via esteve, a viver a euforia da chegada de dinheiro fresco, de jogadores com um custo claramente acima das reais possibilidades de um clube da dimensão do Famalicão. A história diz-nos como vai acabar esta parceria do Famalicão.

No meio desta dimensão de casos, olhamos atónitos para o silêncio da Federação Portuguesa de Futebol e da Liga. Se se verificar a não comparência do Desportivo das Aves nos dois últimos jogos do campeonato, os dirigentes da Liga devem de imediato pedir a demissão e não voltar a pensar em ocupar qualquer cargo no dirigismo desportivo nacional. É inacreditável que seja possível num campeonato profissional de futebol que esta situação ocorra e de forma corrente.

Quando o clube Os Belenenses chegar à primeira liga e por cá ainda estiver o Belenenses SAD, como vai a liga descalçar esta bota? O mais certo é ignorar e fazer de conta que sempre foram clubes diferentes.

É este o estado do futebol português.

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D