Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Leonel Pontes

img_293x165$2019_09_15_22_20_36_1602805.jpg

 

Caro Leonel Pontes,

Não me conheces nem eu a ti, mas apeteceu-me escrever-te da forma mais visível para muitos. Muitas vezes estivemos próximos fisicamente, se calhar a primeira foi quando fui a um relvado secundário do Odivelas ver o Sporting ganhar o dérbi com o Benfica e assegurar o título dos Juniores, com o nosso grande capitão Miguel Veloso ao comando. Depois disso muitas vezes em Alvalade e fora dele contigo no banco como fiel escudeiro de Paulo Bento e depois na Selecção Nacional. Mas antes disso tiveste todo um passado meritório nas camadas jovens do Sporting, testemunhado pelo grande mestre Aurélio Pereira, e um acompanhamento exemplar do melhor futebolista de todos os tempos, o nosso Cristiano Ronaldo. Depois disso andaste por aqui e por ali, voltaste ao Sporting e logo transformaste aquela equipa deprimente do ano passado numa máquina trituradora, e quando estavas no bem bom, agora foste chamado para resolver um grande problema.

Não herdaste um plantel, herdaste uma manta de retalhos, entre as vendas forçadas pela necessidade financeira, entre os méritos e fracassos de anteriores opções, entre o que o antigo treinador pretendia e agora o que tu ficaste e não dá para fazer o que queres. Herdaste jogadores em recuperação de lesões prolongadas, uns mais magros outros mais gordos, os mais novos que estavam a explodir ficaste sem eles.

Dizem que és um homem do Mendes. O Dono Disto Tudo. Pois olha, não parece. Logo no jogo de estreia foste lixado por um daqueles árbitros que sabem muito bem de onde o vento sopra. E parece que não sopra a teu favor. Mas mesmo assim no final do jogo disseste o que havia a dizer, duma forma assertiva e muito clara. Tu e o Bruno Fernandes deviam acumular com o cargo de Director de Comunicação e obrigar todos os outros, presidente incluido, ao silêncio perpétuo. E devolver a Cláudia à TVI para entreter a audiência.

Pois, meu caro Leonel, estás f.... . Não sei se o Rui Santos vai pôr um quadro a contar os dias que te faltam à frente da equipa, mas a verdade é que vais ser o bombo da festa, dos ressabiados que querem terra queimada, dos alinhados que querem bodes expiatórios, dos teóricos que querem o que o plantel não dá, de todos e mais alguns. No Bessa vi uma tentativa de ter uma equipa equilibrada e competitiva em campo, mas entre aquele golo a abrir que o brasileiro do Boavista nunca mais vai conseguir repetir (é a nossa sina) e o jogo musculado e agressivo à imagem dos seus adeptos, o resultado foi o mal menor. Se tiras o Plata e metes o Camacho, não estás a retirar um jovem que acertou muito pouco e que nem correr já conseguia, nem a dar confiança a um outro jovem que no próximo jogo pode render. Estás apenas a ser um idiota.

Deus te proteja e ao Sporting também.

SL

10 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D