Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Leonardo, Johnson e Rui Jordão na Cova da Moura

Estava a caminhar por uma das ruas mais inóspitas da Cova da Moura, onde nem a companhia de um residente prestigiado do bairro nem o desviar das câmaras dos camaradas de reportagem para o chão aplacavam os olhares desconfiados de residentes e comerciantes informais, quando me apercebi, a meio da conversa, de que partilhava um ídolo de infância com o Johnson Semedo, cujo fantástico trabalho na promoção da educação e do desporto tem ajudado a que centenas de jovens não trilhem o caminho que em tempos idos o conduziu ao crime e ao castigo da prisão.

A meio daquela rua percebemos que um miúdo da Alvalade traçada a régua e esquadro por urbanistas do Estado Novo tardio e outro miúdo da Cova da Moura em que os prédios brotam por necessidade e à revelia de qualquer noção de urbanismo se tornaram sportinguistas mais ou menos ao mesmo tempo. E em grande parte por influência do mesmo homem, de seu nome Rui Jordão, avançado elegante como um bailarino do Bolshoi e letal como um ninja. Separados por tudo e mais alguma coisa, tirando o essencial, Johnson e Leonardo, agora homens crescidos, a meio caminho entre a infância e a velhice, mantinham a admiração pelo ídolo.

Quis contar esta história ao Rui Jordão, desde há muito distanciado por vontade própria do mundo de futebol, dedicado sobretudo à pintura, mas nunca consegui convencê-lo a dar uma entrevista. Tentei as redes sociais, deixei recados no número de telemóvel arranjado por amigo em comum, sem qualquer sucesso. Ele não gostava de aparecer e muito menos de entrevistas. Agora já é tarde.

Que descanse na paz da eternidade quem partiu tão cedo e deixou tão grande marca. Pode ser que nos venhamos a encontrar noutro mundo e espero que nessa ocasião, após vencer a resistência de quem continuará a não querer aparecer, tenha tido o cuidado de verificar que o gravador tem as pilhas carregadas.

4 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D