Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Leitura recomendada

«Esta época foram vendidas menos 2400 [gameboxes] que na época passada, o equivalente a cerca de um milhão de euros. O início de época periclitante, sem treinador, com a incerteza que havia sobre o plantel, o não estarmos na Champions, foram factores decisivos.»

 

«A redução das claques deve-se a dois factores: redução da emissão de bilhetes comprados e não utilização na totalidade dos convites gratuitos (no último jogo usaram menos de 50% dos bilhetes disponíveis). Apesar da redução significativa dos bilhetes comprados, os montantes recebidos este ano já estão acima do que o Sporting CP recebeu o ano passado.»

 

«O Sporting jogou a maior parte dos seus jogos depois das 19h00. Não é só o Sporting, todas as equipas que têm transmissão na Sport TV encontram-se nesta posição. FC Porto, SC Braga e Sporting CP jogam a maioria dos seus jogos depois das 19h00 ao fim-de-semana. O Sporting tem a agravante de ser o “Rei dos domingos à noite”; fez mais do que os outros dois grandes juntos.»

 

«Jogar num sábado à tarde é garantia de que teremos mais um milhar de Sportinguistas dos núcleos a assistir; estamos a excluir Portugal do nosso estádio devido aos horários actualmente aplicados.»

 

«Em Inglaterra os jogos estão disponíveis meses antes, em Portugal é frequente termos os bilhetes disponíveis apenas uma ou duas semanas antes. O futebol português assim não se consegue vender. E não ter pessoas no estádio é um verdadeiro tiro no pé de quem o lidera.»

 

«O desporto antes da crise tinha a taxa mínima de IVA. Durante a crise, tal como outros sectores, contribuímos para ajudar as finanças públicas. Ao contrário do que aconteceu com a restauração, cinema, concertos ou teatro, que viram as taxas de IVA a serem reduzidas, o desporto não teve o mesmo tratamento. Uma redução de IVA iria permitir vender os bilhetes mais baixos e assim promover a vinda ao futebol.»

 

«A venda de cerveja nos estádios permitiria que todos chegassem mais cedo, que a festa fosse além do futebol e até aumentar a segurança. (...) É muito estranho que um concerto, ocorrido nos mesmos recintos, com a mesma massa de gente, com provavelmente até as mesmas pessoas, tenha um tratamento diferente. Mais uma vez em prejuízo do futebol.»

 

«Queremos premiar quem é mais fiel. Iremos introduzir um conjunto de iniciativas para que estes Sócios se sintam reconhecidos e recompensados por estarem sempre presentes, desde conhecerem os jogadores a irem à Academia ou ao relvado. (...) Já o testámos no Pavilhão João Rocha com excelentes resultados.»

 

De um artigo de Miguel Cal no jornal Sporting: Via Tasca do Cherba.

19 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D