Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Este árbitro nunca mais

331NEDUC.jpg

 

Ao contrário do que alguns garantem, Jorge Sousa está muito longe de ser um dos melhores árbitros portugueses. Deu já provas abundantes da sua incompetência em diversos jogos disputados pelo Sporting.

E confirmou essa falta de categoria há três dias, ao apitar o Braga-Sporting, inclinando drasticamente o campo a favor da equipa da casa.

 

Anotei as principais falhas deste árbitro na partida disputada na pedreira. Recordo-as nas linhas que vão seguir-se.

 

10' - Coates, primeiro jogador amarelado. Jorge Sousa assinala falta ao uruguaio, que neste jogo se estreou como primeiro capitão do Sporting, e diz-lhe (segundo revelou Neto aos jornalistas no final da partida): «Para a próxima vais para a rua!» Deixando-o assim duplamente condicionado: com o cartão e com as palavras que proferiu.

 

20' - Ristovski, segundo defesa leonino amarelado.

 

45' - Sporar isola-se pela ala esquerda, com a bola dominada, ganhando posição a Bruno Viana e aproximando-se rapidamente da zona de perigo. Jorge Sousa apita, anulando a jogada. Invocou falta atacante inexistente, beneficiando o Braga.

 

45' - Battaglia recebe amarelo por ter protestado (em termos comedidos, sem gesticular) junto do árbitro pela anulação do movimento atacante de Sporar.

 

45'+2 - Já após o apito para o intervalo, Wallace deita a mão ao pescoço de Rafael Camacho: gesto agressivo que ficou por sancionar.

 

45'+2- Ainda antes de as equipas recolherem aos balneários, regista-se uma altercação entre Luís Neto e Fabiano. Neto vê o cartão (terceiro defesa leonino amarelado), mas o braguista - que já havia visto um cartão - passa impune apesar de a sua má conduta disciplinar ser bem evidente, ao ponto de Esgaio o ter agarrado para evitar males piores, arrastando-o para fora dali.

 

57' - Wallance pisa deliberadamente o pé de Wendel, que poderia ter saído seriamente lesionado. O jogador do Braga não viu cartão neste lance, semelhante a outro que, seis minutos antes, levou Jorge Sousa a amarelar Acuña por pisadela ao mesmo Wallace.

 

66' - Situação disciplinar caricata: Vietto recebe um cartão amarelo mal põe um pé em campo por ter recebido ordem de entrar dada pelo quarto árbitro quando Acuña ainda não tinha saído - isto num momento em que ambas as equipas procediam a substituições. Jorge Sousa não perdoou, condicionando o argentino desde o primeiro instante.

 

73' - Paulinho recebe cartão amarelo e, acto contínuo, lança uma cuspidela em direcção ao árbitro. Jorge Sousa repara mas faz de conta que não vê a conduta imprópria do jogador braguista.

 

Balanço:

Sete cartões amarelos para jogadores do Sporting (cinco dos quais na primeira parte) e apenas três para jogadores do Braga. Isto apesar de a equipa da casa ter cometido mais faltas.

Em síntese, os leões receberam um amarelo a cada duas faltas (sete cartões/14 faltas), enquanto a equipa rival só recebeu um amarelo a cada cinco faltas (três cartões/15 faltas).

Números que repetem o sucedido no Boavista-Sporting de má memória, disputado a 15 de Setembro também com arbitragem de Jorge Sousa: nessa partida, os nossos jogadores viram sete cartões (seis amarelos e um vermelho) por 17 faltas, enquanto a equipa adversária foi sancionada com apenas dois amarelos por 22 faltas.

Dificilmente o campo poderia estar mais inclinado. Fez bem o Sporting ao acentuar, na exposição entretanto dirigida ao Conselho de Disciplina: este árbitro nunca mais.

 

Leitura complementar:

Quando o apito estraga o espectáculo (8 de Outubro de 2012)

A tradição ainda é o que era (19 de Outubro de 2014)

Admissão de culpa (26 de Novembro de 2015)

Tribunal unânime: penálti perdoado ao Braga (11 de Janeiro de 2016)

Os penáltis que só o árbitro Sousa não viu (11 de Dezembro de 2016)

Um abraço ao Stojkovic (21 de Agosto de 2017)

Um árbitro nocivo ao futebol (17 de Setembro de 2019)

Estamos nisto sozinhos? (5 de Janeiro de 2020)

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D