Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Hoje giro eu - Ovos moles

Uma tristeza sem fim o clima que se vive em Alvalade. O presidente da Direcção veio uma vez mais publicamente vitimizar-se como se não fosse uma obrigação estatutária (aliás, no passado várias vezes repetida pelo próprio), reunidos os requeridos votos dos associados, a marcação de uma Assembleia Geral para destituição dos Orgãos Sociais. Por sua vez, o presidente da AG, à saída, deu à marcação da reunião magna dos sportinguistas a solenidade de uma rixa de bar, proferindo parcas declarações e no meio da rua, envolto por uma turba que gritava "Bruno!". Uma diferença gritante face à postura do Prof. Daniel Sampaio e restantes membros da mesa quando, perante a decisão da Direcção de Godinho Lopes de impugnar a marcação de uma AG de destituição, prestou esclarecimentos e enfrentou com grande dignidade e elevação a ira dos adeptos reunidos no auditório do Estádio de Alvalade, sujeitando-se inclusivé ao arremesso de ovos. Nem de propósito, a forma como este assunto está a ser tratado pela generalidade dos actuais Orgãos Sociais, demissionários e em funções - onde abunda a falta de decoro institucional ou a demagogia -, demonstra que com estes ovos dificilmente se faria uma boa omelete.   

 

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 25.05.2018

    Caro Romão, ainda que tendo já há algum tempo declarado que já não apoio BdC vou tentar responder-lhe da forma mais fria, justa, analítica e equilibrada possível.

    Se por um lado, os custos com pessoal subiram exponencialmente em 3 anos (triplicaram), houve também uma valorização generalizada do plantel e um crescimento dos proveitos operacionais (não dependentes de vendas de jogadores/proveitos extraordinários). No entanto, uma das rúbricas dos proveitos operacionais é a de "outros proveitos" que se refere essencialmente à participação na Champions. Ficando privada destes valores, a SAD terá de reagir na procura de outras soluções ou no emagrecimento dos custos. Em compensação, entra a partir da época 18/19 em vigor o novo contrato com a NOS. Actualmente, o Sporting recebe 25 milhões pelos direitos de transmissão televisiva, valor que subiu salvo-erro (não tenho agora aqui os valores correctos) de os antigos 18 milhões depois de renegociação com a Olivedesportos. O contrato anunciado com a NOS indica um valor de 515 milhões. Nesse contrato, para além dos DireitosTV, estão contemplados a publicidade estática e a publicidade nas camisolas. Adicionalmente, estes itens não têm prazo uniforme, havendo contratos a 10 anos e a 12 anos segundo me lembro do que a CS noticiou. Não sei, por isso, o exacto valor que caberá aos DireitosTv (12 anos), mas admitamos que estamos a falar de um valor próximos dos 40 milhões (no R&C trimestral de Set18 já poderemos verificar). Esse delta positivo permitirá compensar em parte a perda pela não ida à Champions.

    Em tempos, na minha rúbrica de Sustentabilidade, abordei a razão pela qual os Resultados Liquidos de uma empresa podem ser positivos e o Passivo subir. No caso do Sporting, as vendas de jogadores (Slimani, João Mário, Adrien) são recebidas em prestações e ficam inscritas no Activo, na rúbrica Clientes, do Balanço. Na Demonstração de Resultados, o valor total da venda é considerado para efeito de Resultados. Por outro lado, aquando da aquisição de um jogador, o Sporting também paga a prestações, aparecendo o valor no Passivo, na rúbrica Fornecedores. Na Demonstração de Resultados, aparecerá um valor de amortização, basicamente dividindo-se o valor de compra pelos número de anos do contrato.

    O Sporting tem de pagar ordenados e a muitos fornecedores numa base mensal. Estando os seus proveitos diferidos no tempo é natural que existam problemas de tesouraria. Os próprios bancos muitas vezes os têm porque tradicionalmente emprestam a prazo mais longo do que aquele em que tomam fundos, recorrendo ao mercado monetário interbancário ou a emissões de obrigações para resolver esse mismatch entre activos e passivos. O Sporting faz igual. É importante, no entanto dizer, que o investimento total em compras na época 17/18 (já com custos de intermediação incluidos) foi de 63,7 milhões de euros, uma pequena loucura, e que isso aumentará o Passivo. Isso pode explicar as tensões vividas e o desapontamento da Direcção com os resultados. Obviamente, não se podem tratar as coisas assim, mas também demonstra o quanto JJ falhou em termos de objectivos, com meios que nenhum treinador na história do Sporting teve disponíveis. Julgo que perante este impasse o Sporting irá antecipar mais receitas do contrato com a NOS, algo que o último relatório mostra que estava em retrocesso (de 30M para 7,5M).

    Espero ter conseguido explicar-me. Qualquer dúvida, diga.

    Um abraço, Romão.

  • Sem imagem de perfil

    Romão 25.05.2018

    Obrigado pela explicação, Pedro.
    Numa linguagem de engenheiro, parece-me então que temos um problema de "fluxos". Ou seja, o dinheiro "sai" do SCP mais depressa do que "entra", podendo em determinadas alturas correr o risco de não haver nada para "sair".
    Uma das coisas que me faz confusão é considerar "entrada na CL" como um "proveito" pois tratando-se de um jogo a certeza não é nenhuma.
    Outra coisa que me faz confusão é o valor dos passes dos jogadores. Com certeza que têm determinado valor. Quando são transferidos para outros clubes, o valor é igual ou superior àquele que são descritos nos relatórios ? Ou são descritos nos relatórios por valores superiores ao seu valor mascarando as contas no presente mas trazendo problemas para o futuro?

    A arte de martelar números é uma coisa em que por cá somos especialistas, daí as minhas dúvidas. Também fruto de muita ileteracia econômico - financeira da minha parte.

    Abraço
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D