Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Hoje giro eu - o Futuro

Confesso que me estava a custar sair da cabeça, mais ainda do que é habitual, o insucesso do Bonfim. Desde sexta-feira, nada me parecia consolar. Mesmo a mezinha costumeira, que consiste em me afastar de toda e qualquer coisa que, mesmo que remotamente, me faça pensar no mundo da bola, não parecia resultar. Um jantar de primos, que sempre constitui um reencontro mágico, um regresso mítico ao passado feito de mil-e-uma pequenas estórias, também não melhorou o sentimento, porque todos são sportinguistas - e estavam com a tristeza estampada no rosto, fruto das inquietações do dia anterior - , com a honrosa excepção de um irredutível "pastel", também ele com uma costela de leão ou não fosse desde pequenino subjugado, mas não ostracizado, pelo esmagador fervor leonino.

Eis quando, esta manhã, ligo a SportingTV e vejo, já em desenvolvimento, um Sporting-Vitória de Setúbal em iniciados (3-0). E não é que isso me permitiu reconciliar com o meu clube? Não porque o tenha encarado como uma revanche do jogo dos séniores, longe disso, mas por me ter enchido de esperança daquilo que será o nosso futuro, e isso ter feito esquecer um pouco o presente.

Lembrei-me então de fazer esta crónica. Um trecho prospectivo sobre a nossa Formação, os futuros craques do amanhã que despontam no horizonte da Academia de Alcochete.

Começando pela categoria de iniciados, numa equipa treinada por Pedro Coelho, julgo termos ali 4 jogadores de que muito iremos ouvir falar. O primeiro, e mais óbvio, é Joelson Fernandes, de quem os nossos Leitores certamente já ouviram falar. Joelson é um destro rápido e muito habilidoso, que se posiciona sobre a ala esquerda, iniciando desde aí diagonais em drible que semeiam o pânico no último reduto das equipas adversárias. Com boa relação com o golo, é um jogador que promete muito. Está no segundo ano de escalão e para o ano subirá a juvenil, esperando-se que continue a progredir. Outro jogador que tem dado nas vistas é o médio, "10", Lucas Dias (Luquinhas). Lucas é um jovem com técnica apurada - passe, recepção, remate - e muita habilidade - muito forte no um para um - , destacando-se também pelos golos que marca. A revêr. Depois, o lateral direito Rafael Costa demonstra ter muito pulmão e boa técnica, o que lhe permite auxiliar bastante o ataque (marcou o terceiro esta manhã). Finalmente, o ponta-de-lança Tristan Hammond mostra muita mobilidade e leitura do jogo da equipa, virtudes bem assentes numa técnica apurada.

No escalão de juvenis, treinado pelo grande João Couto, destacaria Bruno Tavares, Felix Correia e Nuno Cardoso, dois alas e um segundo avançado. Bruno é, entre os alas, aquele que se movimenta melhor em espaços interiores podendo jogar também no apoio ao ponta-de-lança. Dono de excelente técnica e muito drible, é um desequilibrador por natureza. Felix Correia tem muitas semelhanças com Bruno, mas talvez seja menos inclinado a explorar terrenos mais centrais. Tem sido, no entanto, mais decisivo que o seu colega, fruto de uma maior experiência (está no segundo ano de juvenil). Nuno Cardoso é um miúdo com muita capacidade de se movimentar entrelinhas e posicionamento correcto na área na hora de finalizar as jogadas.

Finalmente, nos juniores, orientados por Tiago Fernandes, teremos talvez os melhores prospectos da nossa Academia. Rafael Leão é um ala possante (geralmente a partir da esquerda) e de óptima técnica, com diagonais muito interessantes e golo no seu ADN. Nesse sentido, pode jogar como um ponta-de-lança de grande mobilidade, preenchendo todas as posições atacantes. Tem explosão, algo muito importante no futebol actual e igualmente caro a Jorge Jesus. Um verdadeiro atleta, faz lembrar um pouco Cristiano Ronaldo. O jogador que mais me caíu no goto chama-se Diogo Brás. Este jovem é um prodígio. Tem uma condução de bola "à Crujff", visão de jogo, finta curta e em velocidade, com os dois pés. Um ambidestro genial que marca muitos golos. Outros dois jogadores acima da média são o lateral esquerdo Gonçalo Costa e o médio de ataque Bernardo ("Benny") Sousa. O defesa tem grande amplitude de movimentos e bom remate, o médio tem uma colocação de bola à distância fantástica, excelente remate e marca muitos golos. Talvez lhe falte mais velocidade de base para o futebol profissional.

Em resumo, estes são os jogadores que penso estarem mais perto do sucesso, independentemente de haver outros prestes a despontar. Não lhes conheço a forma de pensar, a mentalidade, aspecto que faz toda a diferença no alto nível. Se forem jovens bem estruturados, então o nosso futuro será radioso.

E, pronto, eis como desta crónica fiz panaceia para todos os meus males resultantes de um Mau Fim. Espero que Vos ajude, também. Obrigado pela Vossa atenção!!! 

diogo brás.jpg

                             (Diogo Brás)

23 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D