Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    JG 26.07.2018

    Há razões que a razão desconhece. Geraldes é bom para tudo e para todos mas não suficientemente bom para o Sporting. Wendell cuja aprendizagem de chinês tem sido lenta é bom para quem? Matheus Oliveira é um bom filho do pai. Mas não é BeBeto. Que pena. Misic e Petrovic são bons para quê?
    Geraldes está lixado. Tem contrato de.longa duração e não se livra do Sporting tão cedo.Já terá percebido que as suas possibilidades de triunfar em Alvalade são semelhantes às possibilidades de descobrir petróleo no Beato.
    A nossa formação está em queda. Até o Braga está a formar melhores jogadores. Quem quer ir para a Academia do Sporting para depois passar a vida de Herodes para Pilatos amarrado a um contrato de longa duração de 120 mil euros ano e uma.cláusula de.rescisão de 60 milhões . Foi disso que Dier fugiu, não foi?
  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 26.07.2018

    O essencial está aí, plasmado no seu comentário .

    Pena o Eintracht não ter Misic no coração, o sérvio não ser o Petromax que ilumine a equipa, o filho não ser igual ao pai, o chuta-chuta só marcar golos em grandes palcos e o Wendel ainda andar a receber conteúdos. Já a nossa Formação não mexe uma Palhinha na equipa principal ...
  • Sem imagem de perfil

    Jorge Santos 26.07.2018

    Caro Pedro Azevedo,
    Eu também sou um adepto da formação e do lançamento dos nossos jovens na equipa principal. Mesmo sabendo que, o processo de amadurecimento não é igual em todos e que nem todos os anos aparecem Ronaldos ou Quaresmas.
    No entanto e sem aprofundar demasiado o assunto (e se existe muito para debater neste aspecto), lanço uma questão pertinente: Vejo aqui praticamente todos a defender que se faça uma aposta forte na formação. Até falam em alguns nomes que eu tenho sérias dúvidas que tenham (ou venham a ter) categoria suficiente para jogar no Sporting, pois já foram emprestados e nem nos clubes onde estiveram se conseguiram impor (Geraldes não faz parte desse lote porque vingou nos empréstimos que teve). Agora vejamos, os Sportinguistas querem ganhar títulos e, a cada ano que passa, ficam ainda mais sedentos dessas vitórias e manifestam-se nesse sentido (de as exigirem a quem tem a "obrigação" de as obter). Será que essa "pressão" não condiciona direcções e equipas técnicas na hora de construir os planteis e escolher os jogadores? Tenho a certeza que sim! E no caso de existir a tal aposta, quando não obtivermos as vitórias, não aparecerá uma significativa franja desses mesmos adeptos a dizer que com tantos miúdos não vamos lá e que precisamos de alguns jogadores experientes? Também tenho a certeza que sim!
    Isto para concluir, que o assunto será sempre passível de levar a ideias e opiniões diferentes, nunca haverá um só rumo e nunca haverá um que seja garantia de sucesso. Será sempre um risco. Resta saber quem estará disposto a arriscar (direcções e treinadores) e, como consequência, ter a cabeça a prémio no caso de falhar. Creio que não existirão muitos.
    Só me lembro de um Presidente, que foi capaz de assumir no inicio de uma época desportiva, que o Sporting não seria candidato ao título nesse ano...José Roquette. Hoje em dia, os adeptos não perdoarão que faça uma declaração dessas.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D