Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Hoje giro eu - a família do meio

Com a equipa a jogar permanentemente só com 2 médios, Bruno Fernandes aparenta mais cansaço que uma mãe com um filho mais velho, nas semanas seguintes a ter gerado já tardiamente trigémeos. Mas, Jesus apostou em que a solução para o problema seria cansá-la(o) mais, quiçá porque se já se torna cada vez mais difícil chegar à frente para acasalar (com o pai Dost), impossível é voltar atrás (na decisão de gerar).

 

A solução seria empregar mais alguém para ajudar na lida da casa. William tira algumas folgas ao longo do mês e está mais envolvido como motor(ista), distribuindo os alimentos essenciais à sobrevivência da familia, conduzindo-a nas visitas ao médico e ajudando em todas as questões burocráticas que há para arbitrar, mas depois é preciso alguém que elimine os germes da loiça, desparasite de ácaros os tapetes e alcatifas, combata as bactérias e fungos que se acumulam nas esponjas de banho e que ajude a que os bebés cresçam saudáveis. Esse alguém poderia ser Battaglia (ou Palhinha ou Wendel).

 

Com o argentino ao serviço, haveria um xeque-mate* aos micróbios e a casa estaria sempre num maior aprumo, o que permitiria à "mãe" não entrar em depressão, ter alguma vida social e dar azo a alguma da sua criatividade, actividade essencial ao bem-estar do agregado familiar. 

 

Com 3 frentes sempre a solicitarem a presença da mãe, resta o consolo de que o filho mais velho já concluiu com aproveitamento os seus estudos. Uma ocorrência desta natureza na vida de uma familia deve suscitar o carinho, o apoio e o reconhecimento por parte dos amigos, sempre seus incondicionais adeptos, e de todos os conhecidos, que simpatizam com a sua "causa". O sucesso global desta empreitada familiar será a alegria de todos eles e de todos os que lhes se associem, que ficarão a torcer no sentido de que a gestão caseira corra pelo melhor.

 

*mate=chá, bebida mais popular da Argentina 

dostebruno.jpg

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 21.02.2018

    São óptimas questões. Posso não concordar com a Comunicação do Sporting, mas em termos daquilo que é disponibilizado a um grupo de trabalho, a direcção fez tudo aquilo que era possível. Na minha opinião, temos o plantel mais rico da 1ª Liga e só não será melhor devido às inúmeras más contratações da época passada (só Dost é titular), item em que não se pode ilibar Jorge Jesus.

    Em relação à rotação de jogadores, há posições onde se sente maior desgaste. Não será coincidência, os guarda-redes, os centrais e os ponta-de-lança terem maior longevidade a alto nível que jogadores que actuam noutras posições. Nesse sentido, laterais, alas e jogadores do meio campo ressentem-se mais e apresentam menor frescura física devido à concentração de jogos. O que fez JJ? Apresentou apenas 2 médios centro, obrigando-os a um desgaste excessivo, e manteve alas e laterais (excepção feita a Coentrão que estava impedido de ir a jogo). Ristovski e Lumor poderiam ter sido opção - até admito que para não mexer demasiado, apenas jogasse um, Ristovski - , Battaglia (ou Palhinha) deveria ter actuado, permitindo à equipa não estar permanentemente a partir o jogo e poder descansar com bola e nas alas, Rafael Leão poderia ter sido opção, recuando Acuña. Também acho que Wendel e Misic (e Palhinha) já deveriam ter tido minutos até porque se aproxima aquele que - devido à má preparação do jogo do Estoril, em que "fomos surpreendidos pelo vento" - será o jogo decisivo da época, a partida no Dragão. Só faltava, no Dragão, JJ lançar jogadores sem rodagem - sem "guião" ?- como aconteceu com Palhinha e Matheus no ano transacto. São erros, erros e mais erros, de uma forma constante, sem nenhuma aprendizagem retirada e isso não augura nada de bom para o futuro. E, quando olho para o nosso plantel, vejo mais qualidade do que o dos rivais, repito.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D