Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Futuro imediato

Leão.jpg

 

A presidência dos clubes é frequentemente exercida de forma pessoal. Nos últimos dias quando se pedia a demissão dos membros do C.D. as pessoas foram percebendo que afinal existia uma equipa, porque os presidentes por norma secam tudo à volta e Bruno de Carvalho até fala praticamente sempre na primeira pessoa. Uma ampla e esmagadora maioria de sócios deliberou ontem quem não queria à frente dos destinos do clube, mas de forma alguma é possível tirar ilações sobre o que pretende para o futuro.

Sabemos então que os sócios não querem Bruno, muito provavelmente estão cansados da constante mudança de estados de alma e publicações no FB, do discurso do ódio na busca do inimigo interno, da sucessiva desculpabilização e apontar a terceiros quando se trata de justificar resultados menos conseguidos e nos últimos 2 meses, um bárbaro ataque à academia, seguido de rescisões dos principais jogadores do plantel, sucessivas manobras na tentativa de manter o lugar em vez de devolver a palavra aos sócios e algumas bizarrias como as explicações jurídicas da inenarrável Elsa Judas, foram sucessivos tiros no pé, que o ex-presidente foi incapaz de perceber. Para cúmulo e publicamente, alguns dos seus mais fiéis e leais apoiantes foram deixando cair esse apoio, sendo imediatamente tratados com hostilidade. Tudo isso os sócios viram, perceberam e ontem uma maioria silenciosa disse basta, esperando na fila, entrando no pavilhão, votando e saindo de imediato sem ligar pevide à claque de apoiantes que Bruno tinha no pavilhão, ruidosos, rufias, mas incapazes de perceber que apesar de ladrarem a caravana lhes estava a passar diante dos olhos.

Ao contrário das lamúrias que podemos constatar no campo derrotado, ontem não existiu vitória de quem quer que seja e se alguém a vier reivindicar, será tão cego quanto os destituídos. A maioria silenciosa não votou um projecto, seguramente não estará com Jaime Marta Soares e a comissão de gestão que dirige o clube é legal, mas não está legitimada, devendo limitar-se a tratar assuntos de gestão corrente, alguns de resolução bem urgente face à pesada herança que vão encontrar.

Os sócios que votaram sim à destituição são uma força heterogénea, onde se misturam pessoas que sempre estiveram contra Bruno de Carvalho, com outros que lhe enaltecem a obra, mas ficaram fartos do estilo. Haverá quem sinta apego às modalidades e outros que apenas se interessam por futebol, sócios que vão regularmente ao estádio e pavilhão e outros que no máximo assistem alguns jogos pela TV, mas que estavam tristes com os últimos meses de exposição diária mediática a que o clube foi sujeito de forma vexatória. Os perto de 30% que votaram pela manutenção do antigo Conselho Directivo, são apesar da derrota um número considerável a ter em conta para o acto eleitoral de 8 de Setembro, quer Bruno de Carvalho seja candidato ou não.

De Bruno de Carvalho tudo poderemos esperar, pessoalmente espero que não o expulsem de sócio na sequência do actual processo disciplinar, prefiro que se avance para auditorias ao clube e SAD e caso se encontre matéria que o justifique se avance para as instâncias competentes, retirando sempre consequências de factos dados como provados, se os houver é claro. Já disse que fechava o FB porque tinha percebido que os sócios não apreciavam essa postura e ontem foi a incontinência que vimos, disse que não aparecia na A.G. e lá surgiu perto do final, tentando incendiar as hostes e perturbar o decurso da mesma. O que não esperava e manifestamente o surpreendeu foi a expressão da derrota. Qualquer tentativa de impugnação para além de prejudicar o clube, enxovalhará o próprio, porque 71-29% é demasiado para alguém imaginar que mais irregularidade processual ou menos irregularidade processual, o resultado poderia ter sido diferente. Já pela madrugada no FB o mimado birrento afirmou que iria pedir a suspensão de associado a partir de 2ª feira, mas todos sabemos o valor e honra que o personagem atribui à sua palavra…

Importa agora virar a página, livres que estamos do pesadelo. Enquanto sócio, quero que a comissão de gestão apresente tão breve quanto possível um relatório do estado do clube, que seja nomeada uma nova administração da SAD, para que os putativos candidatos possam saber ao que vão e não sermos enganados no pós-eleição com o customeiro “isto estava pior do que imaginávamos…” Precisamos também saber que futuro nos apoios às claques organizadas, aposta nas modalidades, sustentabilidade financeira.

A mobilização dos sócios ontem mostrou que o clube está vivo e tem futuro. Viva o Sporting Clube de Portugal!!!

3 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D