Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Faz hoje um ano

 

Membros da Juve Leo, no "convívio anual" da claque, organizado em Fafe, exibiram uma enorme tarja em "solidariedade" com os detidos pela invasão de Alcochete. «Honra e liberdade - ao vosso lado», lia-se nessa tarja.

Reagi assim, a 13 de Junho de 2018:

«Estes canalhas mantêm-se sócios do Sporting? Continuam a ser apoiados financeiramente pela direcção do clube? Ainda fazem negociatas com milhares de bilhetes que lhes são oferecidos pela gerência leonina? Ninguém lhes pede responsabilidades? Não há uma voz no que resta deste Conselho Directivo que se atreva a demarcar destes javardos? Acharão que é "chato"?»

 

O Pedro Azevedo, num registo sereno e construtivo, deixava uma sugestão para ser aplicada por uma futura direcção leonina:

«O Sporting terá de ser um clube aberto à sociedade civil e que entenda as tendências sociais, económicas, culturais e demográficas dos nossos tempos. Trabalhar essa cultura com os atletas, desde tenra idade, mas também com os sócios e adeptos. Assim, criaria um pelouro da Juventude.»

 

Mas a notícia do dia, no nosso clube, era a suspensão de Bruno de Carvalho e dos restantes membros que ainda integravam o Conselho Directivo, decidida pela Comissão de Fiscalização nomeada pelo presidente da Assembleia Geral. Com efeitos imediatos enquanto lhes eram instaurados processos disciplinares.

Bruno de Carvalho reagiu falando em tentativa de «assalto ao poder» no Sporting e garantindo que iria manter-se em funções.

A propósito disto, comentou o Filipe Arede Nunes:

«O maior problema é que os Tribunais podem não decidir em tempo útil e a cada dia que passa a situação agudiza-se. Não sei se o Sporting tem tempo para isto tudo.»

Enquanto o Francisco Almeida Leite escrevia também aqui no blogue:

«Uma “golpada” é se de alguma maneira ainda conseguir permanecer à frente dos destinos do clube e acabar o seu mandato, depois de tudo o que tem feito de prejudicial ao clube. Isso sim, seria uma “golpada” monumental.»

 

Entretanto, uma senhora de apelido Judas, vinda sabe-se lá de onde e transformada por Bruno de Carvalho em assumida usurpadora das funções do presidente da Assembleia Geral, à frente de uma auto-designada Comissão Transitória, declarava alto e bom som em conferência de imprensa: «Caso haja eleições, Bruno de Carvalho e o seu Conselho Directivo ganham essas eleições.»

Sem sequer fazer um esforço para parecer equidistante.

 

Enfim, um regabofe permanente. Que transformava o Sporting, dia após dia, em notícia pelos piores motivos. Não só em Portugal, mas também além-fronteiras.

 

21411332_8947d.jpeg

20 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D