Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Faz hoje um ano

 

Tiro e queda: cada vez que surgia um problema sério no Benfica, logo Bruno de Carvalho ocupava o espaço noticioso, roubando protagonismo ao clube rival. Que certamente lhe terá agradecido tal alívio nessas horas de aperto.

Faz hoje um ano, voltou a acontecer. A Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa emitiu um comunicado a 6 de Junho de 2018, revelando que estava a investigar crimes de branqueamento e fraude fiscal no Benfica, havendo a suspeita de que a suposta lavagem de dinheiro poderia atingir dois milhões de euros.

Nesse mesmo dia, e após ter sido tornada pública a incómoda notícia para os encarnados, Bruno de Carvalho decidiu convocar uma conferência de imprensa em que disse alto e bom som que não haveria assembleia geral no Sporting a 23 de Junho, desautorizando por completo a Mesa da Assembleia Geral, entre críticas duríssimas a Jaime Marta Soares.

Desviando assim o foco novamente para Alvalade.

 

A situação tornava-se cada dia mais caótica. Carvalho via jogadores emblemáticos saírem alegando rescisão com justa causa após terem sido agredidos na Academia de Alcochete - com imagens que haviam dado a volta ao mundo. Perdia o treinador que três anos antes anunciara aos sportinguistas como futuro campeão e afinal nada ganhou no Sporting. Perdia quatro elementos do seu próprio Conselho Directivo. Via o seu braço direito para o futebol ser constituído arguido por suspeitas de corrupção. Deixava ruir a equipa B, que descia de divisão e acabava por ser dissolvida. Tentava lançar um empréstimo obrigacionista totalmente fracassado. Confessava que o clube tinha sérios problemas de liquidez. 

Mais: nessa mesma manhã via um administrador da SAD, Guilherme Pinheiro, bater-lhe com a porta na cara, alegando ter sido desautorizado em negociações com o empresário Jorge Mendes que Carvalho autorizara.

E via o líder da Juve Leo ser detido juntamente com três outros elementos desta claque.

 

Como reagimos aqui?

 

Escreveu o Edmundo Gonçalves:

«Tendo como certo que haverá uma AG destitutiva, pode não ser a 23 de Junho mas ela irá ter lugar, imaginemos que os sócios, aqueles que têm direito a voto, votam pela não destituição do CD. Obviamente que pode suceder o contrário, é até expectável, mas se acontecer este cenário? Garantirão os sócios proponentes, pelo menos esses, dessa AG que acatarão a vontade da maioria dos associados?»

 

Escreveu o JPT:

«O que me irrita mesmo são os outros sonsos, no meio desta demência toda. Os que acham tudo bem, que BdC está todo bem, e ele que ocupe o espaço a esbracejar porque tem razão (alguém que candidata um homem a presidente da AG por duas vezes, pode dele dizer o que disse, hoje?). Que esta capacidade de queimar tudo  em sua volta, e de capear a extrema dificuldade porque passa o polvo no futebol e no clubismo, seja esquecida.»

 

Escreveu o José da Xã:

«Sinto-me perdido, como se tivessem arrancado uma parte de mim. Um pedaço muito grande. Não imagino qual será a minha relação futura com o Sporting, mas vivo agora uma espécie de luto por um clube a que, mesmo nas derrotas, me orgulhava de pertencer. Será que algum dia acordarei deste pesadelo?»

 

Escrevi eu:

«Há sempre alternativa. Só na Coreia do Norte e nos cemitérios não existem alternativas.»

 

21411332_8947d.jpeg

3 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D