Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Faz hoje um ano

 

Bruno de Carvalho, em fuga para a frente, anunciava a contratação de Augusto Inácio para director do futebol do Sporting. Invertiam-se os papéis: Inácio saíra dois anos antes, devido à chegada de Jorge Jesus, com quem estava há muito de relações cortadas; o seu regresso a Alvalade indiciava, sem margem para qualquer dúvida, que o "mestre da táctica" estava em vias de partir.

 

Sobre a nova contratação, nesse dia 23 de Maio de 2018, escreveu o JPT:

«Sim, sei bem que foi um dichote publicitário vindo das catacumbas de Carnide, mas hoje, ao ler a notícia da contratação do novo director do futebol do Sporting, mais uma etapa do delírio brunista, negando a realidade de que os seus dislates lhe suicidaram a presidência, só me posso lembrar da invectiva "Não sejas Inácio" - como é possível que um profissional pactue com uma situação destas. Ainda para mais um homem com currículo, da casa... Não sejas inácio, Inácio.»

 

Quem saía sem mais delongas era Mário Monteiro, preparador físico do Sporting, profissional no futebol durante mais de um quarto de século e um dos agredidos em Alcochete: «Estou de rastos, sem condições psicológicas para voltar à Academia. Sinto-me inseguro e perseguido.»

Havia sérios motivos para isso: fora atacado «nos pulsos e no tronco com uma tocha a arder a 240 graus centígrados».

 

Noutro longo artigo com ideias inovadoras para o Sporting, o Pedro Azevedo deixava esta, entre várias outras:

«Sócio do mês: em todos os jogos em Alvalade, o Conselho Directivo (por mérito ou por sorteio, critério a definir) escolheria alguns sócios, os quais teriam direito a assistir aos jogos em Alvalade com a sua família (4 pessoas, p.e.), entrar em campo com as equipas, dar um pontapé de saída simbólico, receber uma bola autografada por todos os jogadores e treinadores, efectuar uma visita guiada a Academia e Museu, participar nas homenagens ao atleta do mês (Glória), entrevistas a SportingTV e Jornal do clube dando conta da sua experiência de envolvimento com o clube.»

 

Na minha rubrica Quem será o sucessor de Carvalho?, o nome em foco era Rogério Alves.

 

Tudo no dia em que o Expresso divulgava os autos da GNR com depoimentos de 19 jogadores leoninos sobre a tarde de terror em Alcochete.

O que provocou a seguinte reflexão da Marta Spínola:

«Tenho lido as coisas mais inacreditáveis sobre jogadores e acontecimentos, e depois de ler a descrição que está hoje na Tribuna, ao pensar nos assobios e amuos porque “Nem nos agradecem estarmos cá”, só me pergunto: quem são os mimados afinal? Menos, pessoas. Muito menos.»

Conclusão óbvia: «Estamos tristes, não há volta a dar.»

5 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D