Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Faz hoje um ano

 

Pela segunda vez em menos de um ano, Bruno de Carvalho anunciava que deixaria de escrever no Facebook. À  primeira, muitos acreditaram. Desta vez, já quase ninguém lhe deu crédito. Porque todos sabíamos que criara uma fortíssima dependência desta rede social.

Na véspera, comentando os acontecimentos ligados ao Sporting na SIC Notícias, Paulo Andrade desabafara: «Isto entristece-me muito. Nós não merecíamos. Faz-me sofrer muito, porque vivo muito o clube.». Falando de algum modo por milhares de adeptos.

 

O que se escreveu por cá nesse dia 10 de Abril de 2018?

Passo a transcrever trechos de alguns postais.

 

Escreveu o Luciano Amaral:

«Por aquilo que temos visto ultimamente, a pessoa que mais parece querer destruir o Sporting é o incondicionalmente sportinguista Bruno de Carvalho (vê-lo praticamente a torcer para que perdêssemos o último jogo é demais).»

 

Escrevi eu:

«O que mais me chocou nesta alucinada deriva de Bruno de Carvalho (...) foi vê-lo no banco de suplentes, onde fez questão de sentar-se, com uma expressão distante e gélida quando Bas Dost e Bryan Ruiz marcaram contra o Paços de Ferreira na chuvosa noite de domingo. Dando quase a sensação de que não queria aqueles golos nem que os adeptos os celebrassem.»

 

Escreveu o António F:

«Todo este crescendo, que ultimamente – enquanto sportinguistas – vivemos, deixa-me profundamente triste e magoado. Não quero reviver os tristes tempos de final mandato das persidências de Jorge Gonçalves e Godinho Lopes.»

 

Escreveu o Edmundo Gonçalves:

«O que está aqui em causa não é se Bruno de Carvalho deve ou não continuar, o que está aqui em causa é se os sócios todos (e não apenas os que apuparam o homem no estádio) querem que ele continue. E se quiserem? Desculpem-me os anti, mas esta coisa da democracia tem coisas irritantes eu sei e alguns convivem ainda muito mal com ela, mas quem decide ainda é a maioria e eu sinceramente não faço ideia se a maioria quer correr com o presidente.»

 

Escreveu o JPT:

«Deixa-me, ainda que assim, estar contigo, voltar a ulular #JeSuisBruno!. Desconfio que vamos perder isto, quase o sei de certeza garantida. Mas esta nossa derrota é a única coisa que me resta. E se eu me acobardar outra vez, velho com sonhos de respeitabilidade que vou, manda passar-me o(s restos do) jarro de hidromel. E a nossa vitória será gloriosa. Ou, mais ainda, sê-lo-á a estrondosa derrota.»

6 comentários

Comentar post

{ Blogue fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D