Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Faz hoje um ano

 

Pelo segundo dia consecutivo, publicámos aqui 23 postais - ao ritmo de quase um por hora. Em pleno rescaldo das descabeladas críticas feitas por Bruno de Carvalho aos jogadores, no Facebook, logo após a derrota do Sporting em Madrid (por 0-2), jogo a que o presidente do Sporting não assistiu no estádio dos colchoneros. Após também a reacção dos jogadores, expressa por Rui Patrício no Instagram, considerando que aquelas críticas eram profundamente injustas. E ainda após a reacção de Carvalho à posição dos jogadores, anunciando (sempre no Facebook) que iria suspendê-los.

A coisa chegou ao ponto de o dirigente leonino exigir que o Sporting entrasse em campo, frente ao Paços de Ferreira, não com a equipa principal mas com a equipa B - o que só não aconteceu devido à firme oposição do treinador Jorge Jesus.

 

..........................................................................

 

Nos parágrafos seguintes lembrarei, em síntese, alguns dos textos inseridos no És a Nossa Fé nesse nada memorável dia 7 de Abril de 2018.

 

..........................................................................

 

Escrevi eu:

«Bruno de Carvalho comporta-se como proprietário do Sporting. Coisa que não é, nunca foi e jamais será.»

 

Escreveu o José Navarro de Andrade:

«Se o Sporting alinhar com a equipa B no domingo, a quem me dirijo para pedir indemnização? Não foi para a ver que esmifrei as minhas parcas finanças na compra da Gamebox.»

 

Escreveu o António de Almeida:

«Bruno de Carvalho escreveu no Facebook que o Sporting jogou em Madrid apenas com nove jogadores. Bem sei que alguns estiveram abaixo do normal. Já o nosso Presidente infelizmente continua sempre igual a si próprio, um pirómano qual Nero, que para alimentar um enorme ego, não mudará de atitude enquanto não contemplar Alvalade a arder, um louco que terá forçosamente de ser afastado pelos sócios que amarem o clube.»

 

Escreveu a Marta Spínola:

«O mais absurdo no meio disto tudo é que, de todos os jogos que faltam, de todos os jogos que definem esta época, o de Madrid era o que menos me surpreendia perder. Já em Braga tínhamos obrigação e não deu este banzé (no pós, no pré nem quero lembrar o pouco que acompanhei).»

 

Escreveu o Francisco Almeida Leite:

«Bruno de Carvalho pode ter todos os estados de alma que quiser e assumir publicamente as posições que muito bem entender, desde que nada disso afecte o SCP e desde que a sua posição institucional não seja nunca confundida com a sua posição pessoal, o que tem acontecido repetidas vezes. O Sporting Clube de Portugal não é Bruno de Carvalho e, sobretudo, o SCP não é de Bruno de Carvalho.»

 

Escreveu o Filipe Arede Nunes:

«Bruno Carvalho tem de pedir a demissão! Mas se não o fizer, os sócios têm de exigi-la. O jogo de amanhã, em casa, com a equipa B ou com os juniores, é o lugar indicado, num primeiro momento, para que os sócios e adeptos demonstrem o que pensam sobre este assunto. Depois há que seguir os Estatutos. Isto não pode continuar.»

 

Escreveu o Ricardo Roque:

«Bruno de Carvalho decidiu jogar à roleta russa, apontando à cabeça da equipa mas com o tambor cheio de balas. E disparou. A partir daí conhece-se a sequência. Que tristeza profunda com o clube que eu amo entregue à sua sorte, por causa de um golo não marcado e sem liderança. Sem informação no site ou na SportingTV, ou comunicados oficiais, os sportinguistas foram votados ao abandono e ao escárnio dos adversários. E à imprensa que nos abomina. Imperdoável.»

 

Escreveu o Pedro Boucherie Mendes:

«Triste pelos acontecimentos, obviamente. Bruno de Carvalho foi um dos melhores presidentes que vi no meu clube, mas será para sempre recordado pelos erros que cometeu a seguir ao jogo de Madrid e cujos efeitos totais ainda não conhecemos verdadeiramente.»

 

Escreveu o Pedro Azevedo:

«É difícil encontrar algo de positivo neste pesadelo mediático a que clube e adeptos foram submetidos nas últimas horas. Em primeiro lugar, ficou bem visível que o ambiente já não seria o melhor. Estas coisas não acontecem de geração espontânea, vão crescendo e há um dia em que detonam.»

 

Escreveu o Rui Rocha:

«Sempre pensei que BdC fosse um homem de palha. Se for assim, sempre me surpreendeu que tivesse rédea livre para muitos dos seus comportamentos alucinados. O que aconteceu nas últimas horas é demasiado grave. Com o seu total descontrolo, BdC comprometeu seriamente o valor da marca.»

 

Escreveu a Zélia Parreira:

«Os nossos inimigos (adversário é outra coisa) esfregaram as mãos de contentes e rebolaram-se com gosto no lamaçal que lhes proporcionámos: Presidente, jogadores e adeptos. Por incrível que pareça, o único que demonstrou bom senso e juízo foi Jorge Jesus. Hoje sim, ganhou a minha admiração.»

 

 

20968365_YNoH1[1].jpg

14 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D