Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Faz hoje um ano

 

Tinham ficado definitivamente para trás os tempos empolgantes da temporada futebolística leonina 2017/2018, em que chegámos a figurar na liderança do campeonato. A partir do momento em que Bruno de Carvalho se sobrepôs a tudo e todos, tornando-se foco de notícia dia após dia, a nossa equipa começou a parecer deprimida e a recuar no rumo vitorioso que antes prosseguia.

 

Neste contexto, publiquei aqui um breve "editorial" no dia 14 de Fevereiro de 2018, Quarta-Feira de Cinzas, numa espécie de ponto da situação.

Passo a transcrevê-lo:

«Oiço e leio por aí gente apostada em dividir os sportinguistas, fragmentando-os entre bons e maus consoante as opiniões que emitem. O que é grave. E preocupante, sobretudo nesta fase crucial da temporada desportiva, em que o apoio de todos aos nossos jogadores e atletas jamais será em excesso. Acontece que não há "verdadeiros sportinguistas". Há sportinguistas. Ponto. No Sporting Clube de Portugal nunca vigorou nem vigorará o delito de opinião.»

 

Apesar dos abalos registados, permanecíamos em luta pelo campeonato e ainda em jogo na Liga Europa. Com o treinador Jorge Jesus a declarar: «Em Portugal, o campeonato é sempre a prioridade e para nós também. Mas nós não vamos rejeitar a possibilidade de chegar à final da Liga Europa. Queremos ir o mais longe possível.»

O Francisco Chaveiro Reis mostrou-se satisfeito com estas palavras, justificando-as assim: «O Sporting, tantos milhões depois, não se pode queixar de jogar duas vezes por semana e tem jogadores de qualidade suficiente para ir até ao fim. Mesmo com Milan, Dortmund, Atlético, Lázio ou Nápoles em prova.»

 

Entretanto, numa demonstração do saudável pluralismo existente no És a Nossa Fé, o José da Xã fazia aqui a defesa do presidente do Sporting.

Nestes termos:

«Sempre que sou abordado por um adepto de um clube rival a primeira pergunta que me fazem é: gostas do teu Presidente? A esta questão, e independentemente de alguns apontamentos públicos que já fiz à postura de BdC, a minha resposta tende a ser sempre a mesma: claro que sim! E afirmo-o com a sinceridade a que os meus anos de vida e de sócio me obrigam. Será bom relembrar que o Sporting, com o actual Presidente, renasceu das cinzas para onde alguns dirigentes do clube e não só o haviam atirado.»

1 comentário

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D