Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Faz hoje um ano

 

Saía a convocatória para a assembleia geral do Sporting, a 17 de Fevereiro, no pavilhão João Rocha. 

«A título pessoal, a alteração que acho mais incómoda e que se fosse votada isoladamente me mobilizaria para votar contra é mesmo o fim da eleição do Conselho Fiscal e Disciplinar (CFD) pelo método de Hondt. A partir da aprovação, quem quiser garantir que o órgão de fiscalização e disciplina não fica inteiramente dominado pela direcção de cada momento terá de conseguir que seja outra lista a ter a maioria dos votos, pois, após esta alteração, bastará uma maioria simples para que se ganhe a totalidade dos lugares no CFD», escreveu aqui o Rui Cerdeira Branco.

 

Entretanto, Bruno de Carvalho anunciava a convocação de duas sessões de esclarecimento, antecedendo a assembleia geral: a primeira para o dia 11, abrangendo a lista de algumas dezenas de sócios ditos "sportingados" por ele assim denominados num tristemente célebre texto no Facebook; a segunda, no dia 12, destinada a jornalistas e comentadores.

«Uma vez mais, o presidente elege uma minoria não representativa de uma percentagem significativa de votos, ignorando a sua vasta falange de apoio, aquela que sempre esteve com ele e a quem deve a(s) vitória(s) eleitoral(ais), a qual contém franjas de sócios que olham com muita tristeza para os acontecimentos desta última semana e onde residem dúvidas sobre a bondade das propostas 1 e 2 e, mais importante ainda, vêem ainda com manifesta incredulidade e estupefacção a intenção de Bruno de Carvalho em condicionar a sua continuidade ao leme do clube da aprovação com 75% dos votos das referidas propostas. Isto para não falar dos sócios que verão neste convite - embora erradamente, do meu ponto-de-vista, face ao seu propósito - uma diferenciação entre associados do clube», comentou o Pedro Azevedo.

 

Neste contexto, a 9 de Fevereiro de 2018, o futebol no Sporting de Bruno de Carvalho parecia ter passado para segundo plano. Apesar de irmos jogar contra o Feirense, em Alvalade, dois dias depois.

A propósito disto, ou talvez não, o Ricardo Roque observou: «É proibido proibir. Mas um sportinguista, sócio ou adepto, não pode preferir uma derrota do clube para apressar qualquer mudança de liderança. Quem assim se assume não merece ser considerado dos nossos. O Sporting Clube de Portugal é o bem maior.»

3 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D