Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

És a nossa Fé!

Faz hoje um ano

 

Depois de Carlos Barbosa, Paulo Paiva dos Santos. Também ele apressado a colocar-se na primeira linha dos críticos a Bruno de Carvalho, escassos 15 dias após a entrada em funções do novo presidente. Honrando a pior tradição do Sporting, um clube onde o inimigo interno está sempre no primeiro foco da mira.

Também à semelhança de Barbosa, Paiva dos Santos pôs-se a adivinhar nesse dia 11 de Abril de 2013. Vaticinando até rescisões unilaterais de contratos de jogadores do Sporting por eventual falta de pagamento de salários: "Não há dinheiro para indemnizá-los. O Sporting vai ter de bater no fundo."

Irmão de um candidato a candidato à presidência que desistiu antes do tiro de partida, prognosticou um mandato curto ao recém-eleito líder leonino. "Não acredito que aguente. Acho que o coração falou mais alto que a razão. O senhor presidente foi atrás da emoção se calhar por ser um rapaz novo com pouca experiência de gestão. Às vezes acontece", disse em entrevista à Antena 1 o empresário que em 2011 figurou como candidato à vice-presidência na malograda lista de Pedro Baltazar.

Apenas um mês antes, quando ainda sonhava em liderar o Sporting, o seu irmão João Pedro Paiva dos Santos admitia que o clube deixasse de ter maioria na SAD. Ao contrário do que sempre defendeu Bruno de Carvalho.

 

No frente jornalística destacavam-se as farpas de Luís Sobral, muito escandalizado com o "exercício inédito de pressão sobre a banca" feito por Bruno de Carvalho. "Quanto ao estilo o estado de graça terminou, pelo menos para mim. A conferência de imprensa com adeptos é uma prática antiga, própria de dirigentes inseguros e organizações que não sabem comunicar", queixou-se este comentador, insuspeito de qualquer resquício de simpatia pelo Sporting. Título da sua crónica: "Bruno de Carvalho não estava preparado".

 

Cá pelo blogue, o Tiago Cabral resumia a questão em poucas linhas: "Assistimos por estes dias à campanha mais torpe de assassinato de carácter de um presidente do nosso clube. Alguém eleito há pouco mais de duas semanas está a ser cruxificado por não solucionar um problema que foi criado ao longo de vários anos. Ironicamente tem que negociar com quem tentou por todos os meios impedir que fosse eleito. Vemos a cepa de que são feitos aqueles que pertenceram a diversos órgãos sociais do nosso clube ao longo dos últimos anos, a tentar assim manter o poder que perderam em eleições livres e justas."

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D