Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

És a nossa Fé!

Faz hoje um ano

 

A nossa equipa de futebol vivia uma situação esquizofrénica. Tinha apenas um ponta-de-lança, cuja transferência estava já negociada com o Norwich para produzir efeitos no final da temporada. Era Ricky von Wolfswinkel: o mesmo jogador que acabava de dar uma vitória tangencial ao Sporting marcando três golos de rajada num difícil confronto com o Braga, em casa do adversário.

A propósito do avançado holandês - e desta esquizofrenia - José Manuel Ribeiro escreveu isto no jornal O Jogo: «O holandês é a prova - se ela fosse precisa - de que este conjunto de jogadores do Sporting era mais do que uma montanha de equívocos e podia ter contado outra história se o tivessem administrado convenientemente no único local onde, depois de feitas as compras, isso é possível: o banco de suplentes, um local que nos últimos anos se tornou demasiado proletário para a importância nobiliárquica que os presidentes dos clubes ganharam. Não sei se Bruno de Carvalho será melhor presidente se continuar a sentar-se lá, como fez ontem em Braga, mas é garantido que aprenderá infinitamente mais do que no camarote.»

 

D. Maria de Lourdes Borges de Castro completava 90 anos de sócia. Isto levou o jornal do Sporting - que passara a ser dirigido por José Quintela - a entrevistá-la. O título de primeira página citava-a em discurso directo: "O clube precisa de união e muita paz."

 

Prosseguiam as bicadas de certos colunistas da imprensa futebolística ao recém-eleito presidente Bruno de Carvalho. A 3 de Abril de 2013 era a vez de José António Saraiva, no Record, se estrear nesta dança: "Não digo que Bruno de Carvalho será o Vale e Azevedo do Sporting. Mas é bom que tenha em conta os perigos que espreitam a sua presidência. Bruno de Carvalho foi o candidato apoiado pela Juve Leo, a turbulenta claque leonina. E, assim sendo, será tentado a satisfazer a vontade daqueles que o elegeram. (...) Neste ambiente, Bruno de Carvalho poderá ser levado a arriscar demasiado para não desiludir os seus apoiantes. Aliás, a sua presença no banco revelou um tique que tem tanto de popular como de perigoso. Se não conseguir os resultados que quer, Bruno de Carvalho pode entrar na lógica dos jogadores de casino, que vão de aposta em aposta até ao desastre final.»

É caso para perguntar se um ano depois voltaria a escrever um texto destes...

 

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D