Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Faz hoje um ano

 

Depois de Izmailov, Liedson. O "levezinho", que se tornou ídolo em Alvalade por mérito próprio, regressava do Brasil para vestir de azul e branco. Foi um choque para muitos de nós, habituados durante anos a vê-lo resolver jogos em nosso benefício com a sua permanente fome de golos.

 

Percebia-se esse choque.

 

Jogador de proveniência estrangeira com mais golos apontados ao serviço do nosso clube, foi essencial para a conquista de duas Taças de Portugal e duas Supertaças pelo Sporting. Tinha uma excelente movimentação em campo e uma entrega aos jogos que pede meças a qualquer dos jogadores que lhe sucederam no plantel.
Ficará para sempre a frase 'Liedson resolve'. Porque ele resolvia mesmo...

Jogando durante sete épocas de verde e branco, foi por três vezes o melhor marcador do campeonato e o segundo melhor marcador na Taça UEFA em 2004/2005. Com uma impressionante folha de serviços: 174 golos em 313 jogos (e ainda marcou quatro pela selecção nacional, para a qual só foi convocado numa fase tardia da sua carreira).

 

Percebia-se o inconformismo perante as novas cores de Liedson.

 

Uma das mais inconformadas era a Zélia Parreira, que se declarou arrependida de o ter elegido para a série Os nossos ídolos, enquanto aproveitava para nos apresentar o seu simpático cão, chamado Stromp: "Devia ter sido tão rigorosa ao escolher o meu ídolo para esta série de posts como fui ao escolher o nome do cão."

Frases como esta revelam bem o estado de espírito dos sportinguistas perante a notícia que nos chegava naquele dia 23 de Janeiro de 2013.

Ou como estas, da Marta Spínola, também publicadas aqui no blogue: "Nunca quero que ex-jogadores do Sporting joguem noutros clubes portugueses, referências como Liedson, no Porto, ainda menos. Não é racional, não se explica muito bem isto, mas mais gente concordará e sentirá o mesmo. Era mais civilizado da minha parte ver tudo com naturalidade ou indiferença, mas não vejo. Acresce que o vi de riscas verdes e brancas muito tempo. Celebrei muitos golos dele. Não foi um qualquer."

 

Não voltaríamos a ver Liedson com os mesmos olhos. A vida é assim: quando menos se espera, sofremos uma decepção. E o futebol imita a vida, como todos sabemos tão bem.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D