Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Francisco Xavier 20.04.2017

    Bastava que estivesse na Tribuna um dos vossos dirigentes fascistas, para serem obrigados pelo regulamento em vigor a fazer esta saudação.
    Se não o fizessem seriam eliminados das provas. E por isso TODOS os clubes que participaram nas competições fizeram esta saudação: Benfica, Sporting, Porto, Académica, etc., etc.,
    O senhor PC, como pessoa bem informada, tinha a obrigação de saber. Como pessoa séria e honesta tinha a obrigação de escrever uma nota explicativa do fenómeno e não apelar ao instinto mais básico e selvagem das suas hostes. Mesmo que o seu clube esteja nesta fase Brunista em que parece que todos os meios são legítimos, desde atinjam os fins pretendidos...
  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 20.04.2017

    Desfeita de vez a mitologia do clube "antifascista". Que não tem ponta por onde pegar.
  • Sem imagem de perfil

    Francisco Xavier 20.04.2017

    Mas quem é que aqui defendeu essa tese?
    Não me lembro de ter lido aqui em lugar nenhum.

    O Benfica não é, nem nunca foi um partido político nem organização ideológica. Foi e é um Clube dedicado à prática e fomento do desporto, com destaque para o Futebol. O Benfica foi sempre um clube de tolerância desde a sua fundação. O Benfica caracteriza-se por nunca descriminar ninguém pelas suas opções políticas e ideológicas, independentemente das opções ou realidades do país.

    Na monarquia ou na República, conviveram no Benfica monárquicos e republicanos, dos moderados aos radicais. Durante o regime fascista, o Benfica acolheu sem descriminações democratas e salazaristas, situacionistas e oposicionistas. Depois do 25 de Abril nunca se descriminou ninguém pela sua ideologia política.

    O que nunca se permitiu, ao contrário de outros que agora ser armam em virgens, foi que o clube fosse utilizado para a actividade política e partidária. O que nunca se impediu no Benfica durante o Estado Novo foi que os democratas, os oposicionistas ou do “reviralho”, ocupassem lugares de direcção, ao contrário de FCP e SCP, cujos dirigentes estavam maioritariamente ligados ao aparelho corporativo (deputados da União Nacional, ministros e dirigentes regionais da União Nacional) e repressivo (PIDE e Legião Portuguesa) do Estado Novo. O Benfica nunca teve nenhum presidente da Direcção que estivesse ligado ao Estado Novo, mas teve vários conotados com a oposição.

    Por isso, por mais que os Goebells repitam, o Benfica nunca foi o clube do regime fascista ou de qualquer outro regime.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D